Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Marcos Frota seduzido por Paris

Solteiro, Marcos Frota faz contatos circenses e visita Stéphanie, de Mônaco

Redação Publicado em 28/02/2012, às 15h39 - Atualizado às 15h44

O ator passeia pelo Champ de Mars, com a Torre Eiffel ao fundo. - J. L. Bulcão
O ator passeia pelo Champ de Mars, com a Torre Eiffel ao fundo. - J. L. Bulcão

Apesar de Paris ser o lugar mais  romântico do mundo, não foi com o intuito de aproveitar essa famosa faceta da cidade que o ator e empresário circense Marcos Frota (55) viajou para lá no fim do mês de janeiro. Recém-separado da administradora de empresas Luciana Reis (35), com quem namorou por três anos, ele embarcou para a Europa com o sobrinho Rodrigo de Oliveira Frota (25) para uma viagem focada em uma de suas maiores paixões, o circo. “Tínhamos programado fazer essa viagem juntos. Mas fui pego por essas coisas que acontecem na vida. No réveillon, eu e Luciana decidimos terminar e ser somente amigos”, diz o ator, já resignado, mas com uma melancolia na voz. “Agora é esperar o que a vida me reserva.”

Frota foi à França se encontrar com representantes de companhias e escolas europeias da arte circense, com o intuito de promover um maior intercâmbio entre França e Brasil nessa área cultural. Para a missão, ele contou com o apoio do Itamaraty. “Fui recebido pelo embaixador José Maurício Bustani e pela diplomata Simone Meira Dias, chefe do serviço cultural da embaixada brasileira, que organizou vários encontros. A França é o país europeu que mais reconhece e incentiva o circo”, afirma Frota.

O ponto alto da estada em Paris foi visitar o Cirque D’Hiver Bouglione, mantido pela família de origem cigana italiana Bouglione há mais de 150 anos. “Tive o privilégio de conhecer o museu privado da família, que não é aberto ao público. Fiquei emocionado”, diz o ator e empresário, que acertou com os Bouglione a apresentação de um musical circense brasileiro em 2013 e a parceria em uma exposição sobre a história do circo, que irá percorrer o Brasil no ano que vem. Além da cultuada Cidade Luz, Frota e o sobrinho foram ao 36º Festival Internacional de Circo de Monte Carlo, em Mônaco. Lá, o artista se emocionou com um antigo pupilo, o trapezista Sérgio Vieira, do Grupo Zuniga, que foi agraciado com  um prêmio. “Além de ver um aluno que formei sendo reconhecido, tive o prazer de conhecer a princesa Stéphanie, de Mônaco, presidente do evento e a maior celebridade ligada ao mundo do circo”, conta. A nobre de 47 anos se dedicou à prática do trapézio na juventude, namorou o trapezista italiano Adans Lopez Peres (37) e é presidente honorária da Fédération Mondiale Du Cirque.

“Na França, o circo é considerado uma arte erudita. As pessoas vão de terno e gravata aos espetáculos”, relata Frota, que convidou a princesa para visitar o Brasil. “Ela ficou encantada com a possibilidade de conhecer o Rio e aceitou... Agora só falta acertar com o cerimonial do Palácio de Mônaco os detalhes da vinda dela e de sua filha Pauline, que deve ocorrer em junho deste ano ou em fevereiro de 2013”, diz ele, que deve voltar à telinha da Globo já no segundo semestre do ano.