Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

LIVING DESIGN: Luxo necessário de Nina Campbell

A design de interiores inglesa Nina Campbell esteve no Brasil para lançar sua nova coleção de tecidos e papéis de parede na loja Miranda Green, em São Paulo

Redação Publicado em 30/03/2011, às 14h16 - Atualizado em 01/07/2011, às 15h16

Nina Campbell surpreende combinado elementos inusitados - Divulgação
Nina Campbell surpreende combinado elementos inusitados - Divulgação

Na semana passada, a design de interiores inglesa Nina Campbell esteve no Brasil para lançar sua nova coleção de tecidos e papéis de parede na loja Miranda Green, em São Paulo. Uma das mais influentes e respeitadas profissionais da área, Nina demonstrou seu interesse por decoração quando era criança: aos 12 anos, ela passava horas ao lado da mãe reorganizando a disposição dos móveis em casa. Ainda bem jovem, aos 19 anos, a designer já trabalhava na área, e pouco tempo depois abriu seu próprio negócio. Em 1970, ela inaugurou sua primeira loja - foi nessa época que ela se especializou no chamado "luxo necessário", e ficou conhecida por criar estampas para tecidos e porcelanas. Hoje em dia, mesmo após receber uma série de prêmios por seus trabalhos e escrever cinco livros, Nina continua a expandir sua linha de produtos, que atualmente tem móveis, utensílios de cozinha, papéis de parede, tapetes porcelanas, vidros, fragrâncias para casa, mantas em cashmere, muitos outros. Aproveitei a passagem dela pelo nosso país para bater um papo com a designer de interiores - e também pedi algumas dicas de decoração. Veja: Para você, o que é o "luxo necessário" nos dias de hoje? Sem dúvida, é o conforto. É ter uma casa confortável, uma cama confortável, transformando o lugar onde se vive num verdadeiro ninho, com móveis e objetos que tragam boas lembranças e sentimentos, e que transmitam esse aconchego a quem mora lá e também às visitas. Para que isso aconteça, nós precisamos aprender desde cedo que mais vale comprar algo caro, mas que dure para sempre, do que várias peças baratinhas que estragam rapidamente. Que dica você daria para as pessoas que querem decorar espaços pequenos usando estampas? Nesse caso, eu acredito que o papel de parede e a cortina devem ser iguais, ter a mesma padronagem, e de preferência terem estampas grandes - as pequenas podem ser aplicadas em objetos como em abajoures e almofadas. Para o verão, minha dica é focar em tons claros, que iluminam o ambiente e transmitem uma sensação de amplitude. E os homens, gostam de decorar com estampas? Quais são as preferidas deles? Homens têm medo de estampas e cores. Por isso, eles sempre acabam preferindo padrões mais sóbrios, como os geométricos, listrados, texturizados e os em preto e branco. Na galeria de fotos da coluna, eu coloquei uma série de imagens de ambientes decorados com os tecidos e papeis de parede da nova coleção de Nina Campbell - não deixe de conferir. E se você quiser saber mais sobre arte, arquitetura, decoração e design, visite também o meu blog (www.monicabarbosa.com.br ), onde posto novidades todos os dias. Até a próxima semana!