Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

LIVING DESIGN: A importância das cores

A cor é muito mais do que mera questão 'decorativa'; ela é essencial para garantir o bem estar de quem vive nos ambientes

Redação Publicado em 25/11/2010, às 13h12 - Atualizado em 01/07/2011, às 15h21

0023892CF11-R-[1].jpg - Reprodução
0023892CF11-R-[1].jpg - Reprodução

Olá! É com um prazer imenso que estreio hoje minha coluna Living Design by Mônica Barbosa no Portal CARAS. Neste espaço, vou falar sobre o que acontece no mundo das artes, da arquitetura, da decoração e do design, sempre mostrando o que há de novo e que, mais cedo ou mais tarde, fará parte do seu estilo de morar. Além disso, também vou abrir a porta da casa de várias pessoas conhecidas e interessantes para mostrar seus gostos e preferências quando o assunto é lifestyle. Para começar, escolhi falar de um assunto que tem uma importância enorme na nossa vida, mas muita gente nem se dá conta: as cores que escolhemos para nos rodear. Para algumas pessoas, a cor que se escolhe para pintar os ambientes externos, internos e até a fachada de uma casa é apenas uma questão 'decorativa', de acabamento. Para outras, a cor desses espaços é muito mais que isso: ela é essencial para garantir o bem estar de quem vive -- ou apenas passa um tempo -- neles. Eu sou do time que acredita piamente no poder que as cores tem de influenciar nosso humor e estado de espírito. Uma prova disto é a própria maneira como nos sentimos em determinados lugares. Repare: uma pessoa insegura certamente vai se sentir melhor num espaço em que o piso é mais escuro que as paredes, e as paredes mais escuras que o teto, pois esta configuração traz uma sensação de firmeza, de "pé no chão". Quer um exemplo ainda mais fácil? Tente se imaginar num quarto de paredes azuis claras. Agora, vá para um ambiente em que as paredes são de um amarelo bem vivo, como uma gema de ovo. Se o seu objetivo for relaxar, em qual cômodo você escolheria ficar? Tenho certeza que é no quarto azul claro. Muitas empresas já estão conscientes desse "poder das cores". Hoje, é comum fabricantes de tintas realizarem anualmente estudos para definir a paleta de cores a serem lançadas, tendo como base o contexto no qual as pessoas estão vivendo. Segundo uma pesquisa muito interessante feita pela Coral (a qual eu tive a oportunidade de ter acesso), depois de enfrentarmos um período de crises e incertezas, estamos num momento de buscar uma vida mais equilibrada, simples, e que valorize aquilo que já temos em meio a tantos estímulos e excessos de informação. Por conta disso, é esperado que as cores estejam cada vez mais limpas em suas características e muito mais otimistas e cheias de esperança quanto às sensações que provocam, como alegria e encantamento -- tanto excessos quanto melancolia não tem mais vez em 2011. Na minha opinião, os tons que melhor traduzem esse espírito são os amarelos sol e esverdeado; o rosa vermelho; o laranja frio; o verde esmeralda; os azuis turquesa e jeans; e o violeta profundo. Tons neutros não podem ficar de fora -- eu aposto no marrom acinzentado e no cinza bem claro, quase branco. Para servir de inspiração, coloquei na galeria de fotos uma série de imagens de ambientes em que essas cores aparecem com bastante destaque -- quem sabe você não começa agora mesmo a transformar sua vida por meio desses tons tão aconchegantes? E se você quiser saber mais sobre esse tema, não deixe de acessar o meu blog, onde posto diariamente notícias sobre arte, arquitetura, decoração e design (www.monicabarbosa.com.br).