Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

O romantismo da atriz Laila Zaid

Realizada, ela aposta na vida a dois e no sucesso na carreira

Redação Publicado em 13/12/2010, às 12h50 - Atualizado em 07/06/2012, às 23h25

Sempre bem-humorada, ela se encanta com as paisagens do Castelo de CARAS, na tranquila Tarrytown, e fala de suas últimas realizações no campo profissional. - VICTOR SOKOLOWICZ
Sempre bem-humorada, ela se encanta com as paisagens do Castelo de CARAS, na tranquila Tarrytown, e fala de suas últimas realizações no campo profissional. - VICTOR SOKOLOWICZ
Com jeito de garota e alma de artista, Laila Zaid (26) vibra com sua ótima fase. Completamente entregue aos encantos do economista e músico Marco Kelson (30), com quem está casada há dois anos, ela revela seu lado mais romântico. "É incrível quando duas pessoas se encontram tão decididas a ser felizes, como é o nosso caso. Sei que é com ele que quero dividir cada momento e formar uma família. Acredito em casamentos que duram para sempre, porque tive esse exemplo em casa", lembra a atriz. "Para a nossa relação eu trago maluquices, e ele razão", emenda. No Castelo de CARAS, em Tarrytown, New York, Laila aproveita as férias das telinhas para se dedicar a outros projetos. "O que importa é atuar, seja televisão, teatro, ou cinema. Não consigo ficar parada. Sou ansiosa, preciso produzir alguma coisa o tempo todo", entrega ela, que agora investe no espetáculo Rebeldia, ainda com título provisório, dirigido por Clarice Niskier, e estreia prevista para o segundo semestre de 2011. "Estou muito feliz com essa peça, é uma experiência ótima poder atuar e produzir algo que gosto muito", explica ela, na expectativa também para o lançamento do longa de aventura Tainá 3 - A Origem, no próximo ano. - Você fala com muita paixão e entusiasmo da carreira. - Amo ser atriz. Eu nem considero isso um trabalho, é recreio para mim chegar ao set de filmagem, decorar os textos e gravar as cenas. Dedico-me ao teatro ininterruptamente há dez anos, pois para atuar é preciso continuidade. Como mergulho vários meses em um mesmo personagem, se não tiver um lugar onde eu possa brincar com outros tipos de interpretações, fico doida. Então, o estudo é meu espaço para relaxar. - Tem algo difícil nessa arte? - É uma profissão bastante complicada e depende de um milhão de fatores que vão além da suavontade, talento e empenho. Mas é o que eu gosto de fazer. - Você é ligada em saúde? - Sou mais sedentária do que gostaria, porque o tempo e a rotina estão muito complicados, mas acho importante estar saudável. Confesso que comer é uma das minhas paixões, sinto um prazer enorme nisso (risos). Mas sigo algumas regrinhas: sem frituras, doces ou queijos durante a semana, e faço isso mais pela saúde e menos pela estética. Ainda bem que tenho uma boa genética. - E quanto à vaidade? - Estou começando a me descobrir. Venho de uma criação muito hippie, então, roupas da moda e produtos de beleza não fizeram parte da minha vida por muito tempo. Por exemplo, adoro ser ruiva, mas não tenho apego algum ao meu cabelo. Adoro mudanças. Estou só esperando um diretor me pedir para pintar ou cortar. - Qual é o seu maior sonho? - Sou muito realizada em todos os campos, mas vivo o dia de hoje. Como as escolhas de vida que fiz no campo profissional são muito incertas, procuro aproveitar e me divertir com o que tenho agora. - Como o quê? - Tenho sorte, pois como sou do Rio não precisei abrir mão de nada para seguir minha carreira. Meu grupo de amigos é o mesmo desde os 5 anos, então, o momento de estar com eles é sempre. Além do meu maridão, que também é meu grande companheiro. - Estão casados há dois anos. Como é a relação de vocês? - Sou completamente apaixonada. Ele foi o maior presente da minha vida, por isso acredito tanto na sorte. Tive longos namoros, mas quando você acha seu parceiro de vida é mágico. Como ele não é do meio artístico, nos equilibramos bastante. Quando dou voos altos, ele coloca os meus pés no chão. - Pensam em ter filhos? - Ainda não. Casei nova porque dei a sorte de encontrar a pessoa certa, mas filho é uma mudança muito irreversível na vida de alguém e quero estar preparada. Esse é o sonho do Marco, minha mãe e meus sogros, mas ainda sou muito garota, independente, gosto de viajar, de decidir meus horários e uma criança mudaria tudo isso. - Vocês são caseiros? - Amo estar casada e acho uma delícia ter com quem dividir um lar de verdade. Adoro brincar de dona de casa. Sou muito 'mão na massa', me disponho a fazer o que for preciso: troco lâmpada, varro a casa, não faço cerimônia. Assim me sinto mais presente. - Qual é o segredo de tanta felicidade no casamento? - Amor e parceria. Mas temos um truque chamado Grécia. Foi onde passamos a lua de mel, um lugar simplesmente único. Essa foi a viagem que marcou nossas vidas, então, brincamos que se algum dia passarmos por qualquer problema, é lá que resolveremos.