Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Kerr 'saiu do corpo' na hora do parto

A modelo Miranda Kerr, que teve um filho, Flynn, com o ator Orlando Bloom, em janeiro deste ano, achou que ia morrer na hora do parto natural e contou que chegou a "sair do seu corpo" tamanha era a dor.

Redação Publicado em 11/07/2011, às 16h43 - Atualizado às 17h30

Miranda Kerr - Getty Images
Miranda Kerr - Getty Images

A modelo Miranda Kerr (28) que teve um filho, Flynn, com o ator Orlando Bloom (34) em janeiro deste ano, achou que ia morrer na hora do parto natural e contou que chegou a "sair do seu corpo" tamanha era a dor. “Eu pensei de verdade que ia morrer. E um momento, eu saí do meu corpo, olhei para baixo e vi a mim mesma. A dor foi muito intensa”, revelou à revista InStyle Australia.

“Eu fiquei pensando: ‘Como as mulheres fazem isso?”, lembra Kerr. “Mas se outras mulheres fizeram, eu também posso fazer. Eu estava determinada.”

Muitas coisas mudaram na vida da modelo desde o nascimento do baby. “Eu estava trabalhando 18 horas por dia. Agora o ritmo está mais lento, então posso passar a maior parte do tempo com Flynn”, disse. “Nós tomamos um banho juntos toda noite. Eu sou antes de tudo mulher e mãe. Quando eu trabalho, precisa ser a melhor decisão para a família.”

Embora ela tenha sido manchete por seu corpo enxuto após a vinda de Flynn ao mundoby, Miranda insiste que ela não foi pressionada a voltar à sua forma. “Flynn é um bebê grande... e eu pensei comigo mesma: ‘Há tantas coisas que quero fazer além de ser modelo’”, afirmou a modelo da Victoria’s Secret. “Eu posso viver sem um corpo em forma se seu tenho um bebê saudável. Vale a pena.”

Agora que ela entrou no ritmo da maternidade, Kerr até está pensando em voltar para a Austrália. “Flynn adoraria isso, e eu tive uma infância muito intensa nesse país”, disse. “Ele vai ter uma criação diferente.”

A modelo também estrela a capa da revista japonesa Love Celeb, na qual ela admite que “o nascimento de Flynn foi a melhor coisa que aconteceu comigo. Ele é a luz que ilumina minha vida”. E continua: “Claro que Orlando é a também a luz. Eu adoro muito os dois”.