Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Winslet: feliz por sobreviver a incêndio

Após ver sua casa de férias pegando fogo, Kate Winslet se sente feliz por ter sobrevivido ao incidente, causado por um raio

Redação Publicado em 25/08/2011, às 10h20 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Kate Winslet - Getty Images
Kate Winslet - Getty Images

Na madrugada de segunda-feira, 22, Kate Winslet (35) passou por um dos momentos mais dramáticos de sua vida ao resgatar a mãe de 90 anos do empresário e dono da Virgen, Richard Branson (61), após ver sua casa de férias em chamas em Necker Island, no Caribe.

Por sorte, as 20 pessoas que estavam hospedadas na enorme mansão – incluindo seu namorado Louis Dowler e seus dois filhos Mia (10) e Joe (7) – não saíram feridas.

"Estou tão feliz que todos estão seguros e, muito facilmente, poderia não ter sido assim”, disse Kate ao jornal The Sun. "Eu nunca vou esquecer Richard colocando seus braços em torno dos meus filhos, enquanto olhávamos as chamas, e dizendo: 'No final do dia, o que você percebe é que tudo o que importa são as pessoas que você ama. Todo o resto é apenas material. E nada disso importa’.”

A filha de Richard, Holly (29) – que deve se casar em Necker Island em dezembro – estava na casa quando o fogo começou, devido um raio que caiu no local durante o furacão Irene. "Me sinto enjoada de pensar na noite do incêndio. Foi uma experiência que eu espero que nenhum de nós tenhamos que passar de novo em nossas vidas”, disse Holly.

O filho do magnata britânico, Sam (25) correu para a propriedade para ajudar a resgatar os convidados, e temeu pela morte de sua avó e sua irmã no acidente terrível. "Eu pensei que todo mundo dentro estava sendo queimado vivo. Eu não podia acreditar nos meus olhos. Corri descalço sobre cactos, através dos ventos do furacão. Tudo o que eu conseguia pensar era que eu tinha que salvar o que restava da minha família, e fiz o meu melhor para não perder o controle", contou.

A tartaruga de estimação da família Branson, ET, também foi encontrada viva no meio das ruínas, mas teve seu casco carbonizado.