Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Juliana Silveira, grávida de 9 meses: ‘estou ansiosa para pegar Bento no colo’

Às vésperas de dar à luz Bento, Juliana Silveira falou com exclusividade à CARAS Online sobre a expectativa de conhecer seu primeiro filho

Redação Publicado em 07/07/2011, às 13h36 - Atualizado às 15h13

Juliana Silveira grávida de nove meses de Bento - Divulgação/ Georgeana Godinho
Juliana Silveira grávida de nove meses de Bento - Divulgação/ Georgeana Godinho

Grávida de nove meses de seu primeiro filho, a atriz Juliana Silveira (31), falou à CARAS Online sobre a reta final da gravidez. Fruto de seu relacionamento com o empresário João Vergara (32), Bento deve vir ao mundo até o dia 20 de julho.

- Você está muito ansiosa para o momento do parto?
- Um pouco. Rezei muito durante a gravidez para ter um bom parto e acho que todas as mães fazem isso (risos). Me informei muito durante esses nove meses, tive muitas conversas com a minha obstetra, li livros e revistas especializadas e ficaria extremamente feliz se conseguisse um parto normal. Minha ansiedade agora gira em torno dessa questão. “Será que eu vou conseguir ter a dilatação necessária?”, “O cordão está enrolado ou não está?” O papo aqui em casa é 80% sobre esse assunto. Mas, se precisar fazer uma cesárea, não tem problema algum. A prioridade é a saúde e o bem-estar do meu filho.

- Como você está se sentindo, física e emocionalmente, Com relação à expectativa da chegada do seu primeiro filho?
- Tive uma gestação ótima. Não enjooei, fiz pilates, caminhei, viajei e continuo dirigindo. Agora, neste último mês, eu diminuí o ritmo, mas continuo fazendo tudo o que tenho vontade. Enquanto a minha obstetra não proíbe, a vida continua normalmente. Emocionalmente é uma alegria sem fim... Quis muito ter esse filho, em momento nenhum isso gerou algum conflito dentro de mim. Aconteceu na idade certa, com o marido certo, em uma fase tranquila profissionalmente (estava de férias). Acho que tudo isso contribuiu para um estado de espírito tranquilo.

- Seu marido, João, está ansioso? Como ele se sente?
- Nessa reta final, João está mais ansioso. Ele está louco pra ver a cara, pegar no colo e poder interagir com o filho. E eu estou louca pra ver essa cena acontecer. João já é um pai incrível! Cuidou muito bem de mim e do Bento durante a gestação.

- Quais eram seus medos “antes de a barriga crescer”?
- Os medos normais de uma primeira gravidez. No início, você torce para completar os três meses, tem medo de perder a criança, enfim... essas coisas que a gente sabe que pode acontecer. Cada exame dá um frio na barriga. Na verdade, não tem como fazer uma previsão e cada gravidez é diferente da outra. Agora que estou no final, posso dizer que tive sorte e agradeço todos os dias por isso. Todo mundo conhece alguém da família ou um amiga que teve uma gravidez difícil. Até você ter a sua experiência, você fica apreensiva com tantas informações.

- Como você acha que vai lidar com Bento?
- Com amor e intuição. Não fiz nenhum curso pré-natal. Foi a única coisa que eu decidi não fazer. Já convivo com meu filho há nove meses na barriga e vou esperar ele sair e ajudá-lo na adaptação aqui fora. Vamos percorrer esse caminho juntos e criar nossa relação aos poucos. Sem pressa, sem regras, com respeito e com amor.

- Você está ansiosa para ver a carinha dele? Com quem acha que ele vai se parecer?
- Estou ansiosa pra sentir o cheirinho dele, pra pegar no colo, pra ter contato. Hoje, com esses exames de ultra som 4D, a gente tem a chance de ver todo o desenvolvimento do bebê. Tenho fotos incríveis do Bento desde o primeiro mês. Eu vi o cabelo dele crescer, ele ficar mais gordinho... Esse exame é genial. Bento tem a minha boca e o meu nariz, e os olhos e as mãos do pai. É uma mistura do casal.

- O enxoval já está pronto?
- Tudo pronto, limpo e organizado, apenas esperando a chegada do pequeno.

- E o quartinho do Bento? Como é a decoração?
- Tive a ajuda da minha arquiteta e comecei fazendo um quarto de menino, nos tons de azul, branco e bege, tudo bem suave. Não queria nenhum tema. Agora, já tem os ursos que ele ganhou de uma tia, um quadro que ganhou do avô... E foi ficando bem legal ter a presença dessas pessoas queridas no quarto dele.