Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

José de Abreu em eterno romance com Camila

Na Villa de CARAS, o casal exalta a intensidade do que sente há seis anos e fala da sua rotina

Redação Publicado em 18/10/2010, às 17h32 - Atualizado em 07/06/2012, às 23h25

Na serra gaúcha, a estudante de Psicologia e o ator revelam os detalhes que complementam a vida a dois. - MARTIN GURFEIN; AGRADECIMENTOS: ESSENCIAL, JORGE BISCHOFF, LES LIS BLANC, PATHISA, VILLA DAS MALHAS E CASTELINHO CARACOL
Na serra gaúcha, a estudante de Psicologia e o ator revelam os detalhes que complementam a vida a dois. - MARTIN GURFEIN; AGRADECIMENTOS: ESSENCIAL, JORGE BISCHOFF, LES LIS BLANC, PATHISA, VILLA DAS MALHAS E CASTELINHO CARACOL
A relação intensa que vive com a estudante de Psicologia Camila Mosquella (29), desde maio de 2004, não deixa dúvidas para José de Abreu (64) definir seu sentimento pela amada em temporada na Villa de CARAS, em Gramado. "De uma coisa tenho certeza: é a última mulher da minha vida. Sinto uma paz nesse encontro de não ter que ficar mais à procura", garante o ator, que foi casado com Nara Keiserman (59), com quem tem três filhos, Theo (35), Ana (34) e Cristiano (27), com a advogada Neuza Serroni (64), mãe de Rodrigo, morto em 1991, aos 21 anos, e com Andréa Pontual (39), mãe do caçula, Bernardo (9). "Uma semana após conhecer Zé, estávamos casados. Tudo até agora foi ótimo. E se continuar assim, está bom. Se pararmos para pensar bem, na verdade, são 12 anos aí, porque ficamos muito tempo por dia juntos. No início, eram 24 horas grudados", analisou Camila, multiplicando por dois o tempo da relação. "Ela foi criada em Teresópolis, na região serrana do Rio. Me identifico porque Santa Rita do Passa Quatro, onde nasci, em São Paulo, também é pequena. Camila teve formação semelhante à minha, de comer fruta no pé, quase uma vida rural. E, apesar da diferença de idade de 35 anos, os gostos são parecidos, talvez pela origem caipira. A troca de experiência, da juventude dela com minha sabedoria de vida, entre aspas, traz harmonia", explica o ator. - Por que Camila é especial? José - Eu e ela nos completamos no dia a dia, seja em casa ou na rua. Ela é ideal para mim. O que não gosto de fazer, ela adora. - O quê, por exemplo? José - Nunca tolerei comprar roupa. Ela sabe o meu gosto e faz isso para mim. Saio do banheiro e já encontro as peças que vou vestir em cima da cama. Nunca fui um amante de supermercado, ela gosta. Se depender de mim, a comida acaba dentro de casa até a geladeira dar um tchauzinho e dizer "estou vazia, gelando apenas a mim mesma" (risos). Camila - E o Zé me ensina muito. Mais do que nunca, é um grande amigo, em quem posso confiar em tudo. Ele me dá muita sabedoria. Há uma grande vantagem conosco: não temos manias. Para nós, tudo está ótimo, fica fácil. José - A gente vive muito bem, graças a Deus, não brigamos, nem discutimos. Pelo contrário, nos curtimos. Passamos muito tempo juntos. Ela vai para a faculdade de manhã e, quando não estou gravando, tenho a companhia dela à tarde e à noite. Viajamos muito nas férias. Não consigo guardar dinheiro. É só sobrar algum que a gente viaja (risos). Sempre fui assim. É um bom investimento. Já fomos a países como Itália, França, Holanda e Alemanha. Às vezes, nem marcamos hotel e vamos parar em lugares insólitos. - Há pessoas que envelhecem e ficam carrancudas. Você mantém o espírito brincalhão? José - A gente não sente essa questão da idade. Não acho que tenho 64 anos. Isso parece ser normal com todas as pessoas, não é só comigo que acontece. Tive sorte de não ficar careca, e só agora o cabelo está ficando branco. A barriga cresceu tem três anos. - Camila, foi o bom humor dele que chamou a sua atenção? Camila - A sabedoria também. Ele conhece tudo. Isso é fascinante. Quando ficamos, tinha acabado de fazer 23 anos, não era nem um pouco amadurecida, era uma verdadeira caipira. Zé me ensina muito. Com uma simples conversa, ele consegue me levar para os lugares que viajou e conheceu. Sem dúvida nenhuma, aprendi e amadureci demais com ele. José - Camila tem esse jeito sério, inibido, mas dentro de casa, na intimidade, é muito engraçada. Essa característica, normalmente, ela não costuma mostrar na rua. - Seu marido é romântico ? Camila - Extremamente. Ele cuida, isso é muito legal. E está sempre me surpreendendo, mesmo nas pequenas coisas. Outro dia, viajei e quando voltei tinha um recado lindo na geladeira. Estou feliz ao lado do Zé e me considero casada. Não tenho sonho de entrar na igreja de véu e grinalda, nem de oficializar no papel. Isso não mudaria nada em minha vida. fotos: MARTIN GURFEIN; AGRADECIMENTOS: ESSENCIAL, JORGE BISCHOFF, LES LIS BLANC, PATHISA, VILLA DAS MALHAS E CASTELINHO CARACOL