Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Jorge Pontual: o fim da espera para as paixões

Há três anos sem assumir romance, ele anuncia namoro e exalta sucesso de produtora

Redação Publicado em 15/09/2010, às 12h42 - Atualizado em 07/06/2012, às 23h25

Diante da lareira, na Villa de CARAS, o ator mostra-se entusiasmado pelo início do namoro com a jornalista Fran Zanon. - CADU PILOTTO
Diante da lareira, na Villa de CARAS, o ator mostra-se entusiasmado pelo início do namoro com a jornalista Fran Zanon. - CADU PILOTTO
Até há pouco tempo, o ator Jorge Pontual (43) costumava dizer em bate-papo com amigos que não acreditava que fosse se apaixonar novamente tão cedo. Mas após quase três anos de solteirice convicta, engatou, semanas atrás, namoro com a jornalista Fran Zanon (31). "No início, tentamos ficar afastados. Mas o sentimento foi forte", revela ele, na Villa de CARAS. Seu último romance público havia sido com a apresentadora Carolina Magalhães (31) e terminou no começo de 2008. Com estiloso chapéu e cachecol em passeio às margens do Lago Negro, em Gramado, Jorge sorri ao renegar a fama de Don Juan. Em seu currículo amoroso, estão as atrizes Lavínia Vlasak (34), Luiza Valdetaro (25) e Fernanda Machado (29). "Sempre emendei um relacionamento no outro. Mas não era por querer. Simplesmente acontecia de separar e na semana seguinte conhecer uma pessoa incrível", explica ele, que é pai de Felipe (21), da sua relação com Mônica Schochi (42). Além da vida afetiva, o ator, que soma 19 anos de carreira, se anima ao falar dos projetos na produtora Manjubinha Filmes. Entre os trabalhos, um documentário sobre a vida do compositor Ronaldo Bôscoli (1928-1994), pai do seu sócio, Bernardo (29), e a série Innatu, sobre temas espirituais. "Estou empolgadíssimo!", afirma ele, longe da TV desde o fim de Poder Paralelo, da Record, em março. - Como está o namoro? - Realmente, eu achava que não fosse me apaixonar de novo tão cedo. Mas aconteceu! Está ainda tudo muito recente. Com certeza, eu e a Fran estávamos vivendo algo diferente. Um sentimento que começou a incomodar. A única alternativa era ficarmos juntos. - Há três anos, você não assumia novo romance... - Foi bom esse tempo, porque tive liberdade para tocar projetos tranquilamente. Claro que romances ocasionais aconteceram, até porque a gente sai mais, conhece muitas pessoas. - Como lida com o rótulo de Don Juan? - Acho uma bobagem isso. Sempre tive relacionamentos duradouros. Até hoje mantenho amizade com as minhas ex, nunca tive problema com nenhuma. Podem falar isso de conquistador, por causa dessa fase de solteiro. O que posso dizer é que sou um cara de sorte (risos). - Há receita para a sedução? - É muito complexo. Acho que é um conjunto de coisas. O olhar, o tato, o cheiro. Não é todo o dia que acontece a atração e nem é com qualquer pessoa... Acredito também muito em energia. - Como é a relação com o seu único filho, Felipe? - Maravilhosa. Além de ser meu filho, é meu melhor amigo. É sempre muito importante deixar isso delineado. Ele nunca vai ter uma relação de mando e desmando comigo. Só de amizade. Aí a confiança entre nós fica maior. - Fale sobre a série Innatu. - É um trabalho que está me deixando feliz. Pessoas que entendem do assunto estão falando bem. Isso dá um grande orgulho por ser um projeto difícil, com vários profissionais envolvidos. E mexe com coisas pelas quais sempre tive muito respeito, como o mundo espiritual. Innatu quer dizer que não resulta de qualquer aprendizado, nasceu com o dom. Não vou gravar tudo ainda. Estamos preparando o teaser, a apresentação para os patrocinadores e emissoras. Precisamos fazer com calma para que tenhamos um resultado bom.