Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

J.K. Rowling: um bruxo mudou sua vida

Ela passou dificuldade, teve depressão e dividiu apartamento com ratos. Hoje, J.K. é a segunda mulher mais rica do mundo, com uma fortuna avaliada em 530 milhões de euros

Redação Publicado em 15/07/2011, às 12h11 - Atualizado às 15h35

J.K. Rowling - Getty Images
J.K. Rowling - Getty Images

Joanne Katheleen Rowling começou a escrever aos seis anos de idade. Sua primeira história se chamava Rabbit, mas não teve um fim. Na época de colégio, sua matéria preferida era inglês. Já na faculdade decidiu obter licenciatura em francês e, depois de formada, foi morar em Paris.

Quando voltou a morar em Londres, Joanne teve a ideia de escrever um livro sobre um jovem que descobria ser um bruxo. Mas não seguiu com o projeto. Em 1990, sua mãe morreu e ela decidiu se mudar para Portugal, onde deu aulas de inglês. Em 1992, ela teve um casamento que durou apenas 11 meses, mas foi tempo suficiente para ter sua primeira filha, Jessica.

Em 1993, ela voltou para Inglaterra e enfrentou uma das piores fases de sua vida. Entrou em depressão e passou a viver em um apartamento infestado de ratos, com a ajuda do governo. Com uma bebê pequena, ela decidiu voltar a escrever sobre o jovem bruxo e dedicou duas horas por dia para criar Harry Potter e a Pedra Filosofal – o primeiro da série.

Diz a lenda que a história de Joanne foi rejeitada por três editoras britânicas. Até que a Bloosburry decidiu publicá-la, em 1997, pagando 10 mil euros pelos direitos autorais.

A magia do jovem bruxo

Joanne ouviu que livros de ficção tinham mais credibilidade quando escritos por homens, então decidiu assinar como J.K. Rowling, para que ninguém soubesse definir o sexo do criador de Harry Potter.  E foi com as iniciais do seu nome que A Pedra Filosofal se tornou sucesso instantâneo.

Uma editora italiana foi a primeira a querer publicar a história de Harry fora da Inglaterra. Para isso, J.K. recebeu US$ 105 mil. Logo em seguida, o jovem bruxo chegou aos Estados Unidos.

Harry Potter foi traduzido em mais de 69 línguas. E venderam mais de 400 milhões de cópias J.K. escreveu sete livros da sériePedra Filosofal, Câmara Secreta, Prisioneiro de Azkaban, Cálice de Fogo, Ordem da Fênix, Enigma do Príncipe e Relíquias da Morte. Em 2000, ela  se tornou a mulher que mais ganhou dinheito na Grã-Bretanha, com uma renda de 20 milhões de euros ganhos no ano anterior. Em 2001, ela ficou entre Madonna e Paul McCarteney na lista de celebridades mais ricas.

A fortuna aumentou ainda mais quando a Warner Bros. decidiu transformar a história de J.K. em filme.Harry Potter é a saga mais bem sucedida de toda história do cinema. E a autora confessa que não queria ver sua história virar filme, por medo de distorcerem o que escreveu, mas mudou completamente de ideia ao ver o sucesso da franquia.

Em 2007, ela apareceu na lista de mulheres mais ricas do mundo em segundo lugar, perdendo apenas para Oprah Winfrey. Atualmente, a fortuna de Joanne Katheleen Rowling – aquela mesma que chegou a dividir quarto com ratos – é estimada em 530 milhões de euros (equivalente a R$ 1,3 bilhão).