Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Jennifer Hudson diz que o noivo salvou sua vida em 2008

Depois de anos, cantora Jennifer Hudson fala do assassinato de sua mãe e irmão

Redação Publicado em 23/11/2011, às 20h37 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Jennifer Hudson - Getty Images
Jennifer Hudson - Getty Images

A cantora Jennifer Hudson (30) agradece ao seu noivo, David Otunga, por ter, de certa maneira, salvo a sua vida em outubro de 2008. Ela sente isso porque foi por causa dele que ela não estava em Chicago no momento em que sua mãe e irmão foram assassinados com tiros dentro de casa. Na época, ele pediu para Jennifer viajar até a Flórida para vê-lo. “Essa é uma das coisas que salvou minha vida, porque eu poderia estar na casa com a minha mãe. Otunga quis que eu fosse para a Flórida com ele ao invés de ir para Chicago”, contou ela, de acordo com a versão online da revista People.

Ela, que costumava evitar falar deste momento de sua vida, contou como recebeu o convite para viajar. “Eu voei para vê-lo, por isso ainda estou aqui. Eu nunca disse isso antes e não posso acreditar que eu estou dizendo isso agora. Ele disse: ‘Vou viajar agora, então você pode vir e me ver ou ir para casa’”. Atualmente, Hudson diz que a morte da mãe e do irmão é ‘surreal’.