Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Giovanna Lancellotti e Suzana Pires se solidarizam com Glória Perez

A autora Glória Perez se revoltou nesta sexta-feira, 3, depois que visitou o túmulo da filha Daniella Perez e logo em seguida soube que Paula Thomaz, envolvida no assassinato da atriz, está vivendo uma vida normal

Redação Publicado em 04/02/2012, às 01h22 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Atrizes se solidarizam com a dor de Glória Perez - Foto Montagem
Atrizes se solidarizam com a dor de Glória Perez - Foto Montagem

“A assassina Paula Thomaz, hoje Paula Nogueira Peixoto está loiríssima e frequentando salão! Mesmo disfarçada, reconheceram a psicopata!”, escreveu a autora Glória Perez (63) em seu perfil no Twitter na noite desta sexta-feira, 3, referindo-se à morte de sua filha Daniella Perez (1970-1992). A filha da autora foi assassinada em 1992 pelo casal Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, com 18 estocadas que atingiram seu pulmão, coração e pescoço.

Em seguida, em outro post, Glória explicou o motivo de sua revolta. “Hoje visitei o túmulo de minha filha por isso fiquei tão revoltada quando contaram que a assassina está loira e frequenta um salão no Leblon!”.

Solidárias com a dor da autora, Giovanna Lancellotti (18) e Suzana Pires (35) também comentaram o caso. “Glória Perez, chega a dar vergonha desse país por termos essa psicopata à solta. A sua dor, revolta e a indignação também é nossa”, declarou Suzana.

Giovanna também mandou seu apoio: “Glória Perez, absurdo! Mas a Justiça de Deus não falha”.

Guilherme e Paula saíram da cadeia em 1999 antes de cumprirem sete anos de pena, o que gerou muita indignação.