Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ex-sogra de Amy: 'não culpem Blake'

Em entrevista, Georgette Fielder-Civil, mãe do ex-marido de Amy Winehouse, Blake Fielder-Civil, pediu que as pessoas não culpassem seu filho pela morte da cantora

Redação Publicado em 02/08/2011, às 19h24 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

O ex-casal Amy Winehouse e Blake Fielder-Civil, em foto de junho de 2007. - Getty Images
O ex-casal Amy Winehouse e Blake Fielder-Civil, em foto de junho de 2007. - Getty Images

Desde a morte de Amy Winehouse (1983-2011), Blake Fielder-Civil (27) tem sido alvo de acusações e ameaças na internet. Em entrevista ao jornal Daily News, Georgette Fielder-Civil (48), mãe do rapaz, reconheceu os erros do filho, pedindo para que as pessoas não o culpassem pelo que aconteceu com Amy, mas também afirmando que a culpa não é apenas dele.

“Eu não estou pedindo para ninguém dizer ‘coitado do Blake’ – ele fez suas escolhas e tem que viver com elas. Não estou defendendo seu comportamento e sei o que ele é: ele é um viciado e fez coisas terríveis. Blake sente a responsabilidade por algumas coisas que aconteceram, mas também acho que ele foi feito de bode expiatório com o que aconteceu com Amy, quando a verdade é, de fato, muito mais complicada”, afirmou em sua primeira declaração após a morte da cantora.

Georgette ainda contou que Amy procurou Blake antes de morrer. “Amy sempre dizia que a única pessoa que podia consertá-la era Blake. Ela falou com Blake o tempo todo antes de morrer. Os amigos dele me disseram que ela telefonou para ele na prisão um dia antes de morrer e perguntou se podia arranjar uma ordem de visita”. E acrescentou: “Eu realmente acredito que Blake e Amy poderiam ter tido a chance de serem felizes, mas somente se as famílias de ambos estivessem com eles. Eu honestamente acredito que se tivesse sido dada uma outra chance, Amy ainda poderia estar conosco. Agora, a gente nunca saberá”.

Durante uma entrevista, Amy Winehouse declarou que foi o amado quem a apresentou drogas mais pesadas, o que intensificou as ameaças e a revolta dos fãs quando a morte da cantora foi confirmada. Atualmente, Blake cumpre pena de 32 meses de prisão por roubo e posse de arma falsa, além de não poder ter ido ao funeral da ex-mulher.

Amy morreu no sábado, 23, aos 27 anos. Seu corpo foi encontrado em seu apartamento, em Londres, mas a causa da morte ainda não foi revelada.