Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

'A gente sabe que as pessoas têm preferência pela Globo', diz Luciana Gimenez

Em coletiva de imprensa do lançamento de seu novo programa, ‘Luciana By Night’, Luciana Gimenez afirma que o artista tem que ter liberdade para aparecer em outros canais

Redação Publicado em 21/11/2012, às 14h24 - Atualizado às 20h16

Luciana Gimenez - AgNews/ Francisco Cepada
Luciana Gimenez - AgNews/ Francisco Cepada

Aconteceu nesta quarta-feira, 21, o lançamento do novo programa de Luciana Gimenez (42) na Rede TV!, o Luciana By Night, que estreia na próxima terça-feira, 27, às 11 da noite. 

Na coletiva de imprensa, a apresentadora afirmou que gostaria de receber convidados de outras emissoras em sua atração, mas sabe que terá dificuldades. “A gente sabe que as pessoas têm preferência pela Globo”, afirmou a morena. “Eu fico triste porque eu queria ir na Globo e queria que eles viessem aqui. Nos Estados Unidos não tem isso. Quando o artista está lançando um filme ou um livro, ele vai em todos os lugares”. 

Mesmo assim, Luciana destaca que conseguiu trazer convidados de outros canais para o programa. “O Danilo Gentili [da Band] veio aqui e eu fui lá. A Ana [Hickmann], que é da Record, também. Eu fui lá e até beijei a loira. Foi uma loucura”, disse ela bem-humorada.

No mesmo tom descontraído, Luciana falou sobre os rumores de que teria se desentendido com um de seus convidados, Raul Gil (74), do SBT. “Imagina, o Raul Gil é um fofo. Ninguém nunca brigou com ele e não vai ser eu quem vai brigar”, comentou ela, que em seguida completou: “Em um momento, ele quis me dar um beijo mais acalourado. Daí não pode, né? Ele é casado! Mas vocês vão ter que assistir para ver o que aconteceu”.

O Programa

O formato do Luciana By Night foi inspirado nos chamados late night shows, programas de entrevistas que passam à noite. Luciana ressaltou que não vai deixar de apresentar o Superpop e que as duas atrações são bem diferentes. “O legal do late night é que ele é bem íntimo. Dá para mostrar bem o convidado”, disse ela e em seguida criticou: “Tem apresentador que fala mais que o convidado. A gente tem que ouvir mais do que falar”. 

A apresentadora revelou que não gosta de estudar muito sobre o convidado antes de recebê-lo, prefere manter a naturalidade. “Eu gosto de chegar e de ser o telespectador. Ter a minha curiosidade, chegar e falar ‘como assim?’. Você tem que ser a voz das pessoas que estão em casaSe você estudar muito, pode tirar esse frescor e ser muito didática. Eu nunca quis ser professora”. 

Irreverente como sempre, Luciana ainda afirmou que a sua maior dificuldade no novo programa é decidir o que fazer com as mãos, já que não terá o microfone para segurar. “Eu adoro meu microfone. [Sem ele] Não sei onde enfiar as mãos. Essa é minha maior dificuldade”, falou ela, que também revelou ter medo de mostrar a lingerie em rede nacional. “No Superpop eu levanto, me arrumo, aqui fico sentada. Eu nunca paguei calcinha e nunca posei pelada. E ficar assim, me deixa preocupada. Meus maiores desafios são físicos”.

Maternidade

Luciana afirmou que o fato de ser mãe não contribui para seu lado profissional. “Para o trabalho, me atrapalha um pouco. Eu podia ser politicamente correta, mas não vou ser hipócrita. Filho é a coisa mais importante do mundo, meu futuro, meu projeto de vida. Ter filhos te amadurece como pessoa, mas profissionalmente me atrapalha um pouco”, disse ela. “Eu tenho dificuldade de sair de casa. Por mim eu ficava em casa com eles o tempo todo”.

Eu fico dividida, porque eu queria ficar com eles. Sou louca pelos meus filhos, acho eles as coisas mais incríveis do mundo. Mas eu também gosto de trabalhar. Tive que aumentar mais um dia da terapia”, revelou Luciana, que ainda elogiou o marido, Marcelo de Carvalho (51). “Mas o bom é que eu tenho um pai superpresente que chega mais cedo para ficar com os meninos. Mas hoje e amanhã eu vou botar meus filhos na cama”.