Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

FARINHA TORRADA

Redação Publicado em 19/05/2008, às 12h31

FARINHA TORRADA
FARINHA TORRADA
Nativa da Amazônia, a mandioca (Manihot sculenta, Crantz), também conhecida como aipim ou macaxeira, é parente da seringueira e da mamona, todas da família das euforbiáceas. Ela foi introduzida na África e hoje é uma cultura mais importante lá do que na América, onde perdeu importância para o trigo e para outras fontes de carboidrato. Mas, mesmo assim, ainda é a principal fonte de energia em várias regiões do país, em especial no Norte e no Nordeste. O processo de preparo da farinha, seja artesanal, seja industrial, é bastante simples: a mandioca é descascada, ralada e espremida para extrair todo o excesso de líquido. A massa é então peneirada sobre chapa ou tacho grande de fundo plano que são aquecidos sobre o fogo para retirar o restante da umidade, deixando a farinha seca, pronta para ser estocada por meses. Esse é o tipo mais comum de farinha de mandioca em todo o Brasil, que, dependendo da variedade da planta, mantém a coloração branca, creme ou amarela. Mas se produz também a torrada. Nesse caso, a massa peneirada é mexida por mais tempo na chapa ou no tacho, o que lhe dá uma cor dourada. A farinha torrada está pronta, claro, para ser consumida como acompanhamento de carnes, feijões, pratos de peixe e de molhos. No Brasil e na África, ela é um acompanhamento popular para pratos do dia-adia. Em Angola, a farinha de pau ou farinha de musseque, como é chamada por lá esta farinha torrada, é servida no prato mufete, sobre feijão temperado com azeite-dedendê, que, com banana, mandioca e batata-doce, vinagrete e pimenta, acompanham peixe grelhado. Por aqui, é muito usada para fazer farofas e paçocas.

Saúde

É ruim para Quem faz controle de peso, já que é altamente calórica; e ser usada como alimento básico, pois é pobre em nutrientes importantes como proteínas e ácidos graxos essenciais. É bom para Pessoas com doença celíaca (alergia ao glúten, proteína presente no trigo, centeio, aveia e cevada), pois com ela podem ser preparados pratos que substituam pães e bolos de trigo.

Ficha técnica

100 g de farinha de mandioca torrada contêm: Calorias - 337 Proteínas - 2,2 g Carboidratos - 82 g Gordura - 0,05 g Vit. B1 - 0,08 mg Vit. B2 - 0,07 mg Niacina - 6,4 mg Ácido pant. - 7 mg Fósforo - 125 mg Potássio - 103 mg Cálcio - 21 mg Ferro - 0,8 mg Sódio - 29,2 mg

Como se escolhe

É facilmente adquirida nos mercados municipais. Deve ter coloração dourada, mas o mais comum é encontrar a branca, não torrada. Brancas ou torradas são encontradas facilmente nos supermercados. Se comprar a granel, preste atenção na higiene do local e do vendedor. Evite comprar se perceber que o vendedor ou os clientes colocam a mão na farinha, porque, diferentemente dos grãos, ela não pode ser lavada. Por isso, veja se está limpa, livre de sujidades e exposta em recipientes que possam ser fechados. Nos supermercados, verifique a validade, se a embalagem está vedada e se a farinha está bem solta, sem casulos de inseto.

Como se prepara

Para torrar farinha branca, coloque-a numa frigideira ao fogo e mexa até dourar. A farinha torrada está pronta para consumo. Mas, se quiser deixála mais saborosa, aqueça com azeite, manteiga ou gordura de bacon, balançando a frigideira. Para fazer paçoca doce, bata no liquidificador 1 xíc. de amendoim torrado sem pele até ficar quase uma massa. Junte 1/2 xíc. de açúcar, 1 col. (café) de sal e 1/2 xíc. de farinha de mandioca fina, torrada. Pegue pequenas porções e molde em forminhas ou caixinhas. Pressione bem e desenforme. Se não quiser enformar, guarde solta num vidro fechado para ser consumida como farofa sobre frutas ou sorvete.

Minha receita

Beth Guzzo (cantora sertaneja)Beth Guzzo (cantora sertaneja) Esta farofa doce é um delicioso acompanhamento para cortes suínos - como pernil e lombo - e aves assados. Aqueça 200 g de manteiga sem sal em uma panela. Refogue 2 cebolas médias picadinhas até dourar. Incorpore 500 g de farinha de mandioca torrada. Misture bem e retire a panela do fogo. Ponha uma pitada de sal, 200 g de ameixas pretas sem as sementes, picadas, 200 g de castanhas cozidas e picadas, 200 g de frutas cristalizadas picadas e 100 g de passas brancas sem as sementes, picadas.