Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fora da cadeia, ex-funcionária de Gabriela Spanic ameaça atriz

Estrela de 'A Usurpadora', Gabriela Spanic sofre com a liberdade de sua ex-funcionária, Maria Celeste Fernández. Após passar dois anos na cadeia, acusada de envenenar a família da atriz, ela diz que irá contar tudo em livro

Redação Publicado em 01/03/2013, às 19h03 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Gabriela Spanic - Divulgação
Gabriela Spanic - Divulgação

Gabriela Spanic (39), conhecida no Brasil por ter interpretado as gêmeas Paola e Paulina em A Usurpadora, folhetim transmitido pelo SBT, vive mais um capítulo de sua novela pessoal. Desde que Maria Celeste Fernández – ex-funcionária da atriz que foi condenada por tentar envenená-la há dois anos e meio – saiu da cadeia, a estrela venezuelana passou a conviver com uma ameaça.

Maria Celeste anunciou para imprensa que, em breve, fará uma coletiva com seus advogados para falar sobre o lançamento de sua autobiografia. E é justamente neste livro que ela pretende atacar Gabriela Spanic. “Relatarei toda a história, desde o princípio, de minha relação com ela, para que entendam tudo, afinal, tudo tem um por quê”, contou a ex-assistente, em entrevista ao Basta!.

Entre as revelações de Maria Celeste está a suposta homossexualidade de Gabriela, que guardaria isto a sete chaves. “Ainda não posso falar nada disso, mas no tempo certo, quando o advogado Gabriel Regino me der a luz verde, vou contar tudo”, disse.

Capítulo 1

Há dois anos, Gabriela Spanic processou Maria Celeste, após reunir provas contra a ex-assistente que teria colocado cloreto de amônio na comida da atriz, de seu filho, Gabriel (4), e das outras pessoas que moravam e trabalhavam na casa dela.

Gabriela teria encontrado cápsulas com cloreto de amônio na bolsa de Maria Celeste, além de conversas de e-mail que mostravam a funcionária dizendo que pretendia ficar famosa após envenenar ‘seus súditos’.

Capítulo 2

Maria Celeste foi condenada a passar oito anos na cadeia, porém, a atriz mexicana Carmen Salinas (79), inimiga mortal de Gabriela Spanic, contratou os melhores advogados para ajudar a ex-assistente a sair da cadeia. Até hoje, ninguém sabe qual o interesse verdadeiro de Carmen por trás desta ‘ajuda’.

Em dezembro de 2012, os advogados contratados conseguiram uma alteração na sentença, alegando que as provas que Gabriela teria apresentado contra sua cliente não eram suficientes – incluindo até mesmo os exames que comprovam o envenenamento e mostram as sequelas que a atriz e sua família tiveram.

Continua...

Além de lançar o livro, Maria Celeste também quer ser atriz. Em janeiro, ela quase entrou para o elenco da novela Porque El Amor Manda, da Televisa, que será protagonizada por ninguém menos que Fernando Colunga (46) – sim, o Carlos Daniel de A Usurpadora. Isso tudo com o empurrãozinho de Carmem Salinas. Porém, os produtores da trama a mandaram estudar teatro antes de querer estrear na televisão. E o elenco também teria protestado contra sua contratação, temendo que alguém morresse envenenado nos bastidores.