Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'Eu o sacudi, chutei e arranhei seu rosto', diz Cheryl Cole sobre o episódio em que descobriu a traição do ex-marido

Cheryl Cole descreveu seu sofrimento ao descobrir as traições do ex-marido em autobiografia

Redação Publicado em 06/10/2012, às 21h15 - Atualizado às 21h30

Cheryl Cole - Getty Images
Cheryl Cole - Getty Images

Em sua autobiografia, que chega às livrarias ainda este mês, Cheryl Cole (29) descreveu todo sofrimento que enfrentou ao descobrir que seu ex-marido, o jogador Ashley Cole (31), havia lhe traído com outra mulher, em 2008. A cantora assumiu ter tido surtos, atacado Ashley e ter ficado ‘lunática’.

Cheryl disse que na noite do dia 24 de janeiro de 2008, um dia antes do jornal The Sun publicar em sua capa a traição de Ashley, seu ex-marido lhe ofereceu uma xícara de chá. “Ele dificilmente me fazia chá e eu senti que algo estava errado”, escreveu.

“Nós estávamos no quarto, por volta das 23h, e ele havia se comportado de maneira estranha a noite toda. Eu recusei o chá, mas Ashley desceu as escadas de casa de qualquer jeito. Então, eu decidi segui-lo. Eu o encontrei no telefone, no corredor, e ele estava claramente agitado. Na mesma hora, meu telefone tocou”, contou.

A queridinha do Reino Unido revelou que descobriu a traição por telefone pelo seu agente, que lhe avisou que no dia seguinte a história estaria em todas as bancas da Inglaterra.

“Eu desliguei o telefone e Ashley continuou falando no celular. Eu senti perder as cores do meu rosto enquanto eu estava presa ao chão. Então, eu comecei a tremer incontrolavelmente”, disse.

Cheryl confrontou Ashley no segundo em que ele desligou o telefone. “Eu esperava que ele dissesse que tudo era uma mentira, mas ele não o fez”, comentou. Ashley se defendeu dizendo que estava muito bêbado e não se lembrava do que tinha acontecido na noite da traição. “Eu disse: ‘Não acredito que você não se lembra de nada. Isto não é suficiente. Você precisa começar a lembrar, e rápido’”.

Após a conversa, Cheryl foi para o escritório e ficou esperando dar meia-noite para o site do The Sun publicar a matéria. “Ver a garota com quem ele tinha me traído foi meu primeiro choque. Ela parecia horrível para mim. A garota dizia que Ashley estava muito bêbado e não podia andar em linha reta, que ele estava incoerente e vomitando durante o sexo. Eu fiquei enjoada. Minha mente foi inundada por questões.”

A cantora disse que não entendia como uma mulher poderia fazer isso com outra, pois acreditava que as mulheres deveriam se unir.

“Eu senti todas as emoções possíveis... confusão, tristeza, dor física, fraqueza e fúria, de uma forma que nunca havia experimentado. Antes de me dar conta, eu estava batendo nele de todas as formas possíveis. Eu o atingi no rosto. Não tive como evitar. Eu o sacudi, chutei e arranhei seu rosto, empurrando como seu eu fosse um lunático, e era óbvio que eu estava enlouquecendo”, escreveu.

Cheryl disse que ficou horas gritando e agredindo o ex-marido. “’Eu espero que você tenha aproveitado’, eu gritava. ‘Espero que ela tenha valido a pena! É o fim do nosso casamento! Você não entendo o que você fez!’. E depois de horas gritando e chorando inconsolavelmente, eu fiquei exausta”, contou.

Depois do episódio, as coisas pioraram. Mais duas meninas procuraram a imprensa para dizer que tiveram casos com Ashley durante o casamento. A cantora afirmou não ter lido as histórias, pois não queria saber de mais nada.

Cheryl começou a tomar remédios para dormir e para se alegrar. Ela contou com a ajuda de Kimberley Walsh e Nicola Roberts, suas colegas do Girls Aloud, para suportar a tristeza. Viajou para Tailândia à trabalho e esperou concluir seus compromissos para voltar para casa. Ela não queria acabar com o casamento por conta de uma noite de bebedeira e resolveu dar uma última chance para Ashley, com algumas condições.

“Nós conversamos, eu disse: ‘Não quero você bebendo nunca mais. Não quero você socializando com jogadores de futebol ou com as pessoas que estavam com você naquela noite. E tem mais uma coisa, se qualquer situação parecida acontecer de novo, eu vou me divorciar. Você tem sorte que eu voltei desta vez, mas se você me desrespeitar de novo, estará tudo acabado”, contou.

Apesar da tentativa de Cheryl salvar seu casamento, em 2010, o The Sun publicou que Ashley estava trocando mensagens de textos com uma secretária de um hotel, com conteúdo sexual que incluía fotos do jogador seminu. Ao ver as imagens, a cantora comprovou que as fotos haviam sido tiradas em menos de 12 meses, pois viu que Ashley exibia uma tatuagem recente nas imagens.