ENTREVISTA: Soraya Moraes com o coração apertado

quarta 12 novembro, 2008
Soraya Moraes
Soraya Moraes Divulgação


Por Patrícia Moraes A poucas horas do Gramy Latino 2008, que consagra os melhores da música latino-americana, a brasileira está apreensiva com a competição. Ela foi indicada em três categorias, mas carrega a responsabilidade de ser a primeira cantora gospel que disputa na categoria Melhor Canção Brasileira em Língua Portuguesa, concorrendo com Djavan, Vanessa da Matta, Jorge Vercillo e Sérgio Mendes. "O coração fica apertado pois sei que estamos competindo com profissionais do mais alto gabarito", explicou a artista responsável pelo álbum Som da Chuva, entre as finalistas da premiação, que acontece amanhã, em Houston, nos EUA. - Como é estar em Houston, entre os melhores artistas do Grammy Latino 2008? - É um grande privilégio e um sonho sendo realizado. Sinto o peso dessa grande responsabilidade por estar representando a musica cristã brasileira. É emocionante encontrar no lobby do hotel pessoas conhecidas mundialmente e saber que somos parte desse grande evento. - Por que acha que foi indicada nas categorias Melhor Canção Brasileira em Língua Portuguesa, Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Espanhola e Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa? - Acho que se deve ao reconhecimento dos membros da academia pelo nosso trabalho. - Qual a emoção de representar o Brasil nesse evento? - O coração fica apertado pois sei que estamos competindo com profissionais do mais alto gabarito no nível mundial. - Quais são suas inspirações musicais e como despertou em você a vontade de ser cantora? - Eu gosto muito da Whitney Houston, Mariah Carey, Cece Winnans. Desde criança, eu cantava na igreja e foi ficando cada vez mais intenso até o momento em que se tornou o que eu sou hoje. - Quem mais deu força para sua carreira? - Ninguém chega a lugar nenhum sem a ajuda de outras pessoas. Mas sempre tem quem te atira pedras. Quem mais me deu forças e fez com que eu nunca desistisse foram meus pais e o meu marido, Marco Moraes. - O que mudou em sua vida desde a indicação ao Grammy? - Em 1995, eu ganhei o Grammy Latino como cantora gospel e este ano estou com três indicações. Com isso, eu adquiri maior credibilidade. O ganho profissional é imensurável. - Se ganhar, a quem vai dedicar o prêmio? - Dedico a Deus, que me permitiu chegar até onde cheguei, que iluminou todos os caminhos, ao meu marido e à minha filha, Rayssa. Também agradeço pelo apoio da minha gravadora, da minha equipe. Além disso, agradeço aos membros da Academia, que acreditaram em nosso trabalho. - Como você sintetiza este momento? - Se não ganhar, eu já estou satisfeita por ter chegado até aqui, pois a indicação já é uma grande honra. Muitos artistas trabalharam uma vida inteira e nunca foram indicados a um Grammy. Resumindo, estou muito feliz.
Atualizado quinta 13 novembro, 2008 (117964)

Mais conteúdo sobre:

ASSINE E GANHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 A eterna musa da banheira do Gugu explicou o motivo da revelação e surpreendeu Solange Gomes diz que não sai com quem 'divide a conta'
  2. 2 A Fazenda: ''Me cutuca de propósito'', diz Gui sobre Bifão
  3. 3 A Fazenda: Andréa xinga Lucas por cometer infração
  4. 4 Giovanna Antonelli impressiona com novo cabelo curtinho
  5. 5 A Fazenda: Hariany quer dar 'uns pegas' sem ser filmada
  6. 6 Angélica entra em ''A Dona do Pedaço'' e público reage
  7. 7 Mari Palma homenageia pai deficiente visual com tatuagem
  8. 8 Apresentador deixará o ''Fofocalizando'' em breve
  9. 9 Flávia Alessandra exibe shortinho grifado de R$2.400
  10. 10 João Guilherme comenta sobre o seu futuro em novela do SBT