Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Eliana Tranchesi, dona da butique de luxo Daslu, falece aos 56 anos de idade

A empresária da butique de luxo Daslu não resistiu ao câncer que a acompanhava há mais de 5 anos e faleceu na madrugada desta sexta-feira, 24, em São Paulo

Redação Publicado em 24/02/2012, às 02h16 - Atualizado às 03h03

Eliana Tranchesi - Vidal Cavalcante/Agência Estado
Eliana Tranchesi - Vidal Cavalcante/Agência Estado

Diagnosticada com um câncer no pulmão esquerdo em agosto de 2006, a proprietária da butique de luxo Daslu, Eliana Tranchesi (1956-2012), faleceu na madrugada desta sexta-feira, 24, em São Paulo.

A assessoria do hospital apenas confirmou o falecimento e adiantou que o corpo será velado até o meio dia na capela do Albert Einstein, onde estava internada.

Eliana deixa os filhos Bernardino (26), Luciana (23) e Marcella (20).

Daslu e prisão

Eliana ajudou a firmar o império da Daslu, fundado por sua mãe, Lucia Piva, que oferece ao mercado de brasileiros endinheirados as mais famosas grifes internacionais. Foi a suntuosa loja que despertou suspeitas na justiça por um suposto esquema de importações fraudulentas e, em 2005, Eliana e seu irmão, Antonio Carlos Piva de Albuquerque, foram chamados a prestar depoimentos na 'Operação Narciso'. Em 2008, foi pedida a condenação de Tranchesi e mais seis envolvidos. Em 2009, a Justiça brasileira decretou a pena máxima de 94,5 anos de prisão a Eliana e seu irmão. No entanto, ainda no mesmo dia, a defesa lhe concedeu um habeas corpus.