Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Elenco apresenta 'Fina Estampa'

Redação Publicado em 04/08/2011, às 12h06 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Wolf Maia e Lília Cabral - RAPHAEL MESQUITA / PHOTO RIO NEWS
Wolf Maia e Lília Cabral - RAPHAEL MESQUITA / PHOTO RIO NEWS

Elenco e as equipes de produção e direção se reuniram na manhã desta quinta-feira (4) para lançar a próxima novela das 21h da TV Globo, Fina Estampa, que tem estreia prevista para meados de agosto.

A história gira em torno de Griselda da SIlva Pereira, vivida por Lília Cabral (54). Ela é uma mãe de família que, após a suposta morte do marido, luta com dificuldade para criar os três filhos. Para isto, ela faz pequenos serviços domésticos e é conhecida como 'marido de aluguel'.  "A Griselda é um personagem do cotidiano, ela tem uma vida sofrida, um marido que pensa que morreu e tem que sobreviver. É a personagem mais popular e mais difícil que eu já fiz", disse ela, fazendo questão de acrescentar que, apesar de ser chamada de 'Pereirão' e ter muita habilidade com serviços masculinos, ela não será uma homossexual. "Ela não tem nada de homossexual, só se masculinizou por conta do sofrimento", finalizou.

Além da atriz, o elenco conta com o retorno à Globo de Mônica Carvalho (40) e Marcelo Serrado (44), que vai viver o impagável mordomo e fiel escudeiro da Tereza Cristina (Christiane Torloni, 54), Crodoaldo Valério. Outros nomes da novela são Caio Castro (23), Dalton Vigh (47), Renata Sorrah (64), Eva Wilma (77) e Milena Toscano (27), entre outros.

Após o clipe de apresentação da novela, os atores entraram no papel dos jornalistas e fizeram perguntas a Aguinaldo Silva (67) sobre a trama. Durante essas perguntas, o autor também fez questão de dizer que o personagem de Marcelo Serrado não vai levantar nenhum tipo de bandeira contra a homofobia. "O personagem é um cidadão, é uma pessoa, que tem certas preferências que não interessam muito. É a pessoa, não é o que ele prefere", disparou.

Outro assunto que Aguinaldo abordou foi a escolha da Barra da Tijuca para a novela. "Certa parte da mídia tem muito preconceito com a Barra da Tijuca. Tem gente que diz que a Barra quer parecer com Miami. E eu sempre digo que o Leblon nunca foi o Leblon até que o Manoel Carlos (78) inventou o bairro. E eu gostaria, como sou morador da Barra da Tijuca, de também inventar a Barra, para que ela passasse a ser como eu criei", disse.

Atualizado às 14h45