Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'É um belo upgrade', diz Rafael Cortez, ansioso para estrear como apresentador

Primeira fase de audições para o 'Got Talent Brasil' passará por São Paulo nos dias 26 e 27 de janeiro, e pelo Rio de Janeiro nos dias 2 e 3 de fevereiro

Redação Publicado em 21/01/2013, às 18h58 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Rafael Cortez - Francisco Cepeda / AgNews
Rafael Cortez - Francisco Cepeda / AgNews

Sucesso absoluto nos Estados Unidos e no Reino Unido, o formato Got Talent, presente em mais de 50 países, chega ao Brasil pela Record. Para comandar esse show de calouros, onde pessoas que tenham qualquer talento podem entrar na disputa, a emissora convocou Rafael Cortez (36) para apresentar o reality show.

“Dá um orgulho danado. Estou começando um trabalho numa emissora nova, consagrada, e na condição de apresentador. É um belo upgrade!”, diz o antigo repórter do CQC, da Band. “Mas o deslumbre acaba quando penso na minha responsabilidade e em tudo que preciso fazer por esse trabalho e por todos os trabalhos futuros que farei com a Record. A palavra chave é trabalho. Não há zona de conforto, não começo com nenhuma partida ganha. Preciso ralar agora, como ralei em todos meus outros trabalhos e em toda minha vida”, afirma.

Rafael estreia oficialmente no cargo em fevereiro, quando será gravada a segunda fase de audições. A primeira seletiva ocorre nos dias 26 e 27 de janeiro, em São Paulo. Depois a produção segue para o Rio de Janeiro, onde irá selecionar candidatos nos dias 2 e 3 de fevereiro. Enquanto isso, o apresentador faz sua lição de casa.

“O Got Talent já está a pleno vapor, com a produção trabalhando a mil por hora e o Rafael aqui vendo Got Talent's do mundo todo enquanto se prepara para começar a labutar”, revelou.

A atração estreará ainda no primeiro semestre de 2013. Rafael aposta no sucesso: “Eu não necessariamente me via como um apresentador de show de calouros no passado, mas tão logo recebi o convite da Record, adorei a ideia! Não é de hoje que o formato do show de calouros é sucesso no Brasil. Lembrem de Flávio Cavalcanti e até hoje de Silvio Santos. O brasileiro gosta. Eu adorava o Pedro de Lara e a Aracy de Almeida como jurados do Silvio na minha infância. Falo até hoje o bordão da Aracy entre meus amigos: ‘vou dar 10 paus!’”.