Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

A força de Drica Moraes para superar seu drama

Em família, ela aparece em público pela primeira vez após iniciar tratamento contra a leucemia

Redação Publicado em 31/05/2010, às 12h54 - Atualizado em 04/06/2010, às 19h14

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Drica, que descobriu o câncer em fevereiro, brinca com o filho, Mateus, em um triciclo na Lagoa, Rio. - ANDRÉ FREITAS E WALLACE BARBOSA/AGNEWS
Drica, que descobriu o câncer em fevereiro, brinca com o filho, Mateus, em um triciclo na Lagoa, Rio. - ANDRÉ FREITAS E WALLACE BARBOSA/AGNEWS
Sorridente e mostrando disposição, Drica Moraes (40) reapareceu em público pela primeira vez desde que foi internada em 10 de fevereiro desse ano, após sofrer um desmaio em casa e ser diagnosticada com leucemia mieloide aguda. Acompanhada do filho adotivo, Mateus (1 ano e três meses), ela passeou dois dias seguidos pela Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio, divertindo o menino com inúmeras brincadeiras. A alegria estampada no rosto da atriz tinha um motivo especial. Seu caso caminha para a cura. Com a boa resposta obtida no tratamento, supervisionado pelo médico Wolmar Pulcheri, Drica se prepara para se submeter, nesta primeira quinzena de junho, ao transplante de medula óssea, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, quando deverá permanecer internada por cerca de três semanas. A intervenção é indicada porque a leucemia é um câncer no sangue em que há alterações na produção ou na morfologia dos leucócitos (glóbulos brancos). E a medula óssea é justamente a responsável pela produção dos leucócitos, que têm a função de combater micro-organismos causadores de doenças. No passeio pela zona sul carioca, Drica teve a companhia ainda de amigos e do médico homeopata e ortomolecular Fernando Pitanga (54), com quem namora desde setembro de 2009. A atriz adotou no figurino um lenço na cabeça como acessório. Desde a descoberta da leucemia, ela se submeteu a várias sessões de quimioterapia, tratamento que tem entre os efeitos colaterais a queda de cabelo. Além de caminhar de mãos dadas com a amada, Fernando também participou das brincadeiras com Mateus em um escorrega e em outros brinquedos do parque carioca. A chegada do menino transformou a vida de Drica, como ela já havia enfatizado antes mesmo de descobrir a doença. "A experiência de ser mãe e adotar é uma coisa realmente maravilhosa. É uma bênção quando uma criança, escolhida por você, entra na sua vida. Mateus só me traz felicidade e muita alegria. Com ele eu me sinto ainda mais responsável pelos meus hábitos e condutas", costuma dizer a estrela sobre o herdeiro, que nasceu na Bahia, em fevereiro de 2009, e está na companhia da atriz desde o primeiro mês de vida. A relação com Fernando - foram apresentados por amigos em comum - também vem sendo fundamental para Drica, que estava solteira desde fevereiro do ano passado, quando chegou ao fim o casamento de cinco anos com o produtor cultural Raul Schmidt (51). Profissionalmente, antes de descobrir a doença, ela participou dos longas Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas e O Doce Segredo do Escorpião , sobre a história da ex garota de programa Bruna Surfistinha (25), com estreia prevista para outubro. Já na TV, seu último trabalho foi na série global Decamerão - A Comédia do Sexo , em julho do ano passado. A notícia da doença de Drica, que atuou em novelas como Lua Cheia de Amor , Quatro Por Quatro , Alma Gêmea e Chocolate Com Pimenta , comoveu a classe artística de surpresa. Atores como Bruno Gagliassso (28), Bruno Mazzeo (33) e Pedro Neschling (27) participaram de uma mobilização através do Twitter pedindo a todos a doação de sangue. Após deixar o hospital Samaritano, no bairro de Botafogo, em 5 de março, a atriz voltou a ser internada no dia 7 de abril, por conta de uma crise de baixa imunidade que a deixou debilitada. A pedido dela e de sua família - além dos pais, seis irmãos mais velhos - não foram revelados maiores detalhes nem do tratamento muito menos do seu estado de saúde. A melhora da atriz é festejada também por colegas de cena e amigos, que são unânimes em apontar que a pior fase do tratamento já passou. A própria Drica não perdeu a esperança e a fé nem quando a doença surgiu e ela precisou ficar isolada até de seus familiares.