Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Dira Paes sobre as críticas de sua mãe: 'Ela fala que eu choro muito feio'

No 'Mais Você', Dira Paes conversa com Ana Maria Braga sobre seu papel, a Lucimar de 'Salve Jorge', conhece histórias de vida parecidas com a de sua personagem e conversa ao vivo com a mãe, Dona Florzinha, revelando as críticas feitas por ela

Redação Publicado em 14/03/2013, às 10h55 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Dira Paes - Gianne Carvalho/MPG Com.
Dira Paes - Gianne Carvalho/MPG Com.

Dira Paes (43) foi a convidada desta quinta-feira, 14, do programa Mais Você. A atriz, que interpreta Lucimar em Salve Jorge, contou que não poderá estar presente no aniversário de 81 anos de sua mãe, Dona Deusarina, ou Dona Florzinha, como é conhecida, que será no sábado, 16, em Belém, no Pará, por estar gravando o dia inteiro.

Sabendo disso, Ana Maria Braga (63) emocionou a artista ao fazer um link direto dela com a mãe e Dira Paes, além de se emocionar, revelou os comentários feitos pela mãe sobre seu trabalho. “Ela diz que eu choro muito feio e que tenho que aprender a chorar como a Gloria Pires, com mais charme. Disse que tenho que tremer a boca e só deixar escorrer uma lágrima”, contou a atriz. “Mas agora ela está chorando melhor”, respondeu Dona Florzinha.

Desde que Dira Paes fez seu primeiro filme, aos 15 anos, Dona Florzinha escreve em um diário com o intuito de relembrar momentos importantes da vida e compartilhou com Ana Maria o caderno de anotações. “Aqui eu anoto tudo. É para eu ter condições de lembrar tudo o que se passou quando sinto saudade”, contou ela.

O diário já foi importante para a atriz, que graças às anotações da mãe lembrou de um momento ao lado de Dona Florzinha. “Nós chegamos no Copacabana Palace e ela lembrou do banho de banheira que havíamos tomado lá. Eu tinha esquecido, mas graças ao diário pude lembrar desse momento maravilhoso ao lado da minha mãe”, frisou.

O drama de Lucimar

Na pele de Lucimar, que acredita ter perdido a filha, Morena (Nanda Costa, 26), em uma explosão na Turquia, Dira Paes emociona os espectadores diariamente em Salve Jorge, novela das 9 da Globo. Em conversa com Ana Maria, ela relatou essa experiência de fazer a cena em que sua personagem descobre que a filha está morta.

“Todas as mães falam que a dor nunca passa, você aprende a conviver com essa dor. A cena foi muito difícil porque eu sabia que era uma voz de muitas mães e era um momento em que eu nem sabia como eu, como atriz, reagiria à notícia”, contou ela, emocionada. “Foi muito espontâneo, foi muita entrega, foi muita colaboração dos colegas de elenco que estavam em cena, a colaboração da equipe. A energia converge para a cena e aí você tem uma sensação de realidade naquele momento. Como atriz, tenho um carinho pela Nanda já maternal, então aquilo me incomodou muito, pois faz tempo que a gente não contracena, então, ter ouvido aquilo... Quando ouvi Turquia já me deu um arrepio, aí aquela dor, aquele grito que eu não sabia como dar... Eu queria que fosse ao mesmo tempo um grito de dor e de liberdade, de quando você põe pra fora as dores”.

Dira também descreveu o perfil de sua personagem. “Ela tem o perfil dessas mulheres brasileiras contemporâneas, guerreiras, a verdadeira heroína contemporânea. Ela é daquelas mulheres que vivem com pouco dinheiro, mas organizam sua casa, se vê dignidade em todos os cantos, como na criação dos netos e na transmissão das informações para a filha. Acho que a novela trouxe uma realidade, uma humanidade para a personagem que eu acho que tocou o espectador, que sabia que a Morena estava viva, mas se sentiu tocado pela dor da mãe, e isso me deixou muito feliz”, disse ela, que ressaltou as mudanças de Lucimar durante a novela. “Ela virou uma justiceira, ela quer entender o que aconteceu. É o perfil da mulher que só tem sua própria voz e força humana para combater um problema. Então, eu acho que agora, realmente, a Lucimar virou outra mulher. Ela esta à flor da pele, ela quer entender porque a Livia [Claudia Raia] não contou o que tinha acontecido. Além disso, ela colocou um homem dentro da casa dela que era um traidor, que é um bandido, então ela se sente culpada, e ela tem que criar o neto. No próximo bloco da novela que vou gravar agora é essa avó que tem uma criança sem mãe, que não conta direito o que aconteceu para o menino, mas esse neto vai começar a sonhar com a mãe. Vai mostrar muito como lidar com uma criança que está vivendo essa perda e que está tendo, intuitivamente, a sensação que a mãe está viva. É um novo momento do personagem. Mas ela não vai sossegar”.

Após as declarações, Dia Paes assistiu a uma matéria com três mães que enfrentam dramas familiares semelhantes ao de Lucimar e disparou: “É o espírito de não se acomodar, de não se acovardar. Tem um sentimento interno que não deixa parar de lutar e essa força vem do amor, da certeza que você queria o melhor para seu filho”, finalizou.