Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Dinho Ouro Preto: ‘Perdi meu olfato’

Em entrevista para Marília Gabriela, o cantor Dinho Ouro Preto relembra de seu acidente em outubro de 2009 e fala da sequela

Redação Publicado em 07/07/2011, às 21h39 - Atualizado às 23h21

Dinho Ouro Preto e Marília Gabriela - Carol Soares / SBT
Dinho Ouro Preto e Marília Gabriela - Carol Soares / SBT

Quase dois anos após ter caído de uma altura 3 metros em um show em Patos de Minas, o cantor Dinho Ouro Preto (46) conversa com a apresentadora Marília Gabriela (63), no programa De Frente Com Gabi, do SBT, sobre o acidente e revela uma consequência em seu corpo. “Eu perdi meu olfato”, contou ele, que ainda afirmou. “A única sequela é emocional. Tomo remédios. Continuo indo a um psiquiatra”. Dinho relembra a época que passou no hospital, devido às fraturas que teve pelo corpo. “No hospital, tive várias alucinações”.

O artista caiu de uma passarela durante um show em outubro de 2009 e teve costelas quebradas, cortes pelo corpo e machucados nos rins, dentes e cabeça, além de ter passado alguns dias internado na UTI e ainda ter contraído uma infecção hospitalar. No período de internação, ele tentou se comunicar com os fãs através de cartas em seu site oficial. "Olha, eu quebrei meu crânio, eu quebrei... Acho que cinco ou seis vértebras, e seis costelas - fora cortes... Os cortes não foram tão graves. O grave foi aqui, perto da minha nuca, foi por pouco que não pegou uma vértebra... Por pouco não fiquei tetraplégico, ou morri", explicou ele em sua primeira entrevista após o acontecimento para o Fantástico. Dinho voltou aos palcos em abril de 2010, já com novo CD que foi gravado no período de recuperação.