Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

DESLIZES FASHION NA CROISETTE: OS EXAGEROS A MAIS OU A MENOS

TÃO DEMOCRÁTICO QUANTO O GLAMOUROSO FESTIVAL DE CINEMA, TAPETE VERMELHO DÁ CHANCE A LOOKS MEMORÁVEIS OU DUVIDOSOS

Redação Publicado em 05/06/2008, às 11h22

Durante o Festival de Cannes, celebridades e aspirantes ao sucesso usam de todas as armas para conseguir um lugar sob os holofotes. - Reuters
Durante o Festival de Cannes, celebridades e aspirantes ao sucesso usam de todas as armas para conseguir um lugar sob os holofotes. - Reuters
por Ana Ligia Sampaio Em sua 61ª edição, entre os dias 14 e 25 de maio, o Festival de Cinema de Cannes exibiu uma série de fi lmes e documentários sobre tragédias familiares, conflitos civis, degradação da sociedade e epidemias. Mas foi no tapete vermelho que sua porção dramática, passional e até mesmo incompreendida pela sociedade se fez mais latente. Ávidos por deslizes alheios, fashionistas deliciaram-se com os exageros vistos nas imediações do Palais des Festivals e logo elegeram suas prediletas ao prêmio da mais mal vestida. Na linha "bem ou mal, mas falem de mim", valia tudo entre muitas celebridades e aspirantes ao sucesso. Talvez inspirada pela primavera no Hemisfério Norte, Victoria Abril (48), Fiona Gelin (46) e Vanessa Hessler (20) abusaram das fl ores. "Adoro tudo isso, estou feliz e empolgada com o festival", disparou Victoria, que trocou seus dias como musa cult de Pedro Almodóvar (58) por longo em camadas vermelho, rosas na cabeça e vertiginosa plataforma amarela. Já Fiona pecou ao repetir o laranja do bronzeado no vestido e o tecido e o bordado do mesmo na luva sem dedos usada na mão direita. Mais modesto do trio, o modelito de Vanessa trazia peso extra aos ombros da loira. Minimalistas acreditam que "menos é mais"; Julianne Rozenbaum, Jasmine Lafi tte, Tonya Kinzinger (39), Sarah Marshall (42), Mylene Jampanoi (27), Laura Elena Harring (44), Lio (45) e a cada vez mais bela Emmanuelle Béart (44) também. Emmanuelle, Laura, Mylene e Sarah escolheram looks com decotes generosos, que em vez de valorizar, revelavam o busto. Tonya preferiu modelagem justa, mas com recortes que deixavam o umbigo de fora e a "engordaram". Na première de What Just Happened?, o vento levantou o longo verde esvoaçante de Julianne, deixando seu derriére à mostra. A loira não se abalou. Mesma atitude teve a morena Jasmine, na chegada da exibição de La Frontiere de l' Aube: o vento flertou com seu míni, os fotógrafos começaram a clicá-la e ela levantou a saia, mostrando que estava sem calcinha e seguiu sem pestanejar para o evento. Será que elas saíram do set direto para a première de The Palermo Shooting? Foi o que muitos pensaram ao ver a francesa Lou Doillon (25) e a alemã Jana Pallaske (29) no tapete vermelho do longa dirigido pelo alemão Wim Wenders (62). Seus looks pareciam mais com fi gurinos da história de fi cção do que roupas para o dia-a-dia. Não menos estranhamento causou Ariane Ascaride (53) que, decidida a chamar a atenção, usou blusa de shantung, drapeados na lapela, saia em camadas volumosas, bolsa metalizada e cintos à la odalisca. Mas nem só de deslizes foi o tapete vermelho. Modelos monocromáticos em tons vibrantes conquistaram elogios. Representando o Oriente, as estrelas Chi Ling Lin (33), Tao Zhao e Joan Chen (47) arrasaram de amarelo ouro, rosa e verde. Figurinha fácil do evento, a top theca Petra Nemcova (28) distribuiu beijinhos na première de Che com longo azulão e preto, mesma combinação usada por Sonia Rolland (27) na noite. Variações de azul ainda angariaram aplausos para Mischa Barton (22), Zofia Borucka (36) e Kate Capshaw (54), mulher de Steven Spielberg (61). No time das mais clássicas, fãs de tons pastel que iam do off white ao verde-água, destaque para Laurence Ferrari (41) e Melody Hobson, namorada do produtor e diretor George Lucas (64).