Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Dado e Carlinhos discutem feio

Depois da eliminação de Pedro Leonardo, Carlinhos fica indignado, e ele e Dado discutem feio

Redação Publicado em 17/08/2009, às 10h24 - Atualizado às 13h13

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A nítida decepção de Carlinhos com o resultado dos momentos finais de 'A Fazenda' - Reprodução/TV Record
A nítida decepção de Carlinhos com o resultado dos momentos finais de 'A Fazenda' - Reprodução/TV Record
A 'roça' deste domingo, 16, parece ter incomodado - e muito - Carlinhos. Grande amigo de Pedro Leonardo, que foi eliminado do reality show com 68% dos votos, o humorista não se conformou com a saída do cantor e, conseqüentemente, com a permanência de Dado Dolabella e Danni Carlos no jogo. Carlinhos e Danni conversavam na sala. Ela contava que Britto Jr. está de olho nos participantes e escuta quando eles reclamam, pedindo para ir embora. Nisso, Carlinhos se irritou e disparou um monte de palavrões. "Isso é uma 'p' conversinha. Querer ir embora, não tá pedindo para o povo pra tirar ele. 'P' papinho de poeta". Dado, que estava chegando no cômodo, não se aguentou e respondeu. "Papinho de poeta. Você não gosta de poesia, não? Você canta um monte de música bonita aí, velho. Para de falar besteira!", disse o ator carioca, irritando ainda mais o colega de confinamento. "Me deixa em paz, na boa", falou o comediante repetidas vezes. "Pô, me deixa em paz também. As coisas que você fala incomodam os outros", respondeu Dado. Com isso, Carlinhos perdeu o controle e começou com as baixarias, não poupando ofensas e mais palavrões. Em um determinado momento, depois de muita discussão, Carlinhos soltou: "Sou mais homem que você, que eu não bato em mulher, não! Seu covardão. Falou, covardão!", referindo-se ao conturbado fim do romance do ator com Luana Piovani. Dado se defendeu: "Eu estou sendo julgado por isso. Tá tendo um julgamento", devolveu. A briga não parou por aí, e no fim, Carlinhos foi dormir na casa da árvore, onde chorou muito. Entre lágrimas e socos no colchão, ele falava. "Mais uma caminhada sozinho, meu Deus. Sempre sozinho. Contra tudo e todos", desabafava questionando. "Por que, Deus? Por quê? Por quê? Por que sempre sozinho? Dai-me forças, meu Deus."