Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Bacalhau em lascas

Para preparar a receita do chef, fettuccine com bacalhau

Redação Publicado em 22/09/2010, às 16h08 - Atualizado em 24/09/2010, às 17h38

Bacalhau em lascas - ANDRÉ CTENAS
Bacalhau em lascas - ANDRÉ CTENAS
Bacalhau é uma denominação comum aos peixes da família dos gadídeos. A maioria vive nas águas frias e profundas dos mares da Noruega, da Islândia, da Groenlândia e do Canadá. Entre os gadídeos, o Gadus morhua é tido como o legítimo bacalhau. Trata-se de um peixe de ótimo valor nutricional e com elevado teor de proteínas. Só se encontra no mercado brasileiro bacalhau importado, que é vendido seco e salgado. Um inconveniente no preparo do bacalhau, que é o tempo de hidratação e dessalga, fez com que surgissem produtos que permitem um preparo mais rápido, como as postas dessalgadas e as lascas. Com maior superfície de contato, essas últimas se hidratam e perdem sal mais rapidamente. São usadas nas bacalhoadas, claro, mas entram também em suflês, saladas, molhos para massas, bolinhos e recheios para tortas, raviólis grandes, empadinhas e lasanhas. SaúdeÉ bom para Ser utilizado como fonte de ácido graxo ômega-3, que ajuda a diminuir o colesterol e os riscos de doenças cardiovasculares e ainda tem ação anti-inflamatória. É ruim para Pessoas com taxa elevada de colesterol, por conter quantidade razoável dessa substância; e compor dietas restritas em purinas, como no caso da gota em fase aguda. Ficha técnica 100 g de bacalhau salgado em lascas (peso seco) contêm: Calorias - 375 Proteínas - 81,8 g Gordura - 2,8 g Colest. - 220 mg Vit. B1 - 0,080 mg Vit. B2 - 0,45 mg Vit. B3 - 10,9 mg Vit. B6 - 0,3 mg Vit. B12 - 10 mcg Vit. E - 0,92 mg Cálcio - 65 mg Cobre - 0,793 mg Ferro - 3,6 mg Magnésio - 117 mg Fósforo - 891 mg Potássio - 160 mg Sódio - 8100 mg Como se escolhe Encontram-se dois tipos de bacalhau em lascas nas redes de supermercados ou em mercados municipais: salgado e seco e dessalgado. Se for o bacalhau do Porto, veja se a cor é creme-clara e se não tem pele nem espinhas. Se estiver mais acastanhada, deve ser um dos outros tipos, o que precisará estar especificado no rótulo e custar menos. Se não encontrar o produto em lascas, compre um pedaço e faça lascas. Apesar de a salga e secagem impedirem a formação de microrganismos, o sal tem ação germicida limitada; assim, microrganismos como as bactérias halófitas podem se desenvolver na superfície do peixe, tornando-o avermelhado. Não compre se tiver essa cor. Minha receitaPara acompanhar com espumanteFettuccine com bacalhau INGREDIENTES (para 4 porções): 7 col. (sopa) de azeite de oliva extravirgem, 1 cebola grande picada à juliana, 4 dentes médios de alho em lâminas finas, 350 g de bacalhau em lascas dessalgado, 135 g de tomates-cereja médios, 65 g de azeitonas pretas sem caroço picadas, 1/2 pimentão vermelho médio, sem pele, picado à juliana, 1/2 pimentão amarelo médio, sem pele, picado à juliana, 6 aspargos verdes cozidos al dente, 2 col. (chá) de sal, 1 col. (chá) de pimenta-doreino moída, 350 g de fettuccine, 1 col. (sopa) de salsinha picada. MODO DE PREPARO: Aqueça o azeite numa frigideira, reservando 1 col. de sopa. Ponha a cebola. Refogue por 2 min. Junte o alho e, quando começar a dourar, incorpore bacalhau. Refogue, mexendo de vez em quando, por 10 min. Incorpore os tomates-cereja e cozinhe até amolecerem, mas sem estourarem. Por fim, junte azeitonas, pimentões e aspargos. Misture com cuidado. Tempere com metade do sal e a pimenta-do-reino. Retire do fogo. Reserve. Ponha 3 e 1/2 litros de água numa panela grande. Deixe ferver. Ponha o fettuccine e o sal restante. Cozinhe, mexendo de vez em quando com cuidado, por 10 min, até o fettuccine ficar al dente. Retire do fogo. Escorra a água. Incorpore o azeite reservado. Sirva com o molho de bacalhau, polvilhado com a salsinha picada Drink do DerivanMarie Antoinette. A rainha francesa Maria Antonieta (1755-1793), mulher de Luís XVI (1754-1793), contribuiu bastante para difundir o hábito charmoso de tomar espumantes. Ela até mandou desenhar e produzir taças especiais para usar no castelo de Rambouillet, onde recebia os amigos. Para homenageá-la, o bar do Ritz Hotel de Londres criou este coquetel, que leva o seu nome. Ingredientes: 20 ml de licor de morango, 20 ml de calvados, gotas de suco de limão, 140 ml de espumante e 1 cereja. Modo de preparo: Pegue uma taça de espumante da Royal Collection bem gelada. Ponha nela o licor, o calvados e o limão. Junte o espumante gelado. Misture. Sirva enfeitado com a cereja.