Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

COUVE-FLOR ROXA

Redação Publicado em 30/12/2008, às 02h06 - Atualizado em 05/01/2009, às 13h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A couve-flor branca não é mais a única. Em algumas feiras livres ela já divide espaço com variedades como a de flor roxa. Originária da Europa e da Ásia, no século XII a couve-flor (Brassica oleracea var. botrytis) era muito cultivada na Itália e no Oriente Médio, de onde se espalhou pelo mundo. Entre as de flor branca, existem tipos que o consumidor nem é capaz de diferenciar. Mas a roxa se destaca. Trata-se de mutação da variedade branca ocorrida no centro de pesquisa da empresa dinamarquesa Dæhnfeldt. Hoje as sementes da empresa abastecem produtores até no Brasil. Todas as variedades de couve - couve-manteiga, couve-de-bruxelas, brócolis, repolho, couve-rábano e couveflor branca e roxa - são da espécie Brassica oleracea e têm como ancestral a couve selvagem. Acredita-se que a planta começou a ser usada por suas sementes oleosas. Depois o homem aperfeiçoou variedades com interesses específicos. Assim, com interesse nas folhas criou a couve comum e o repolho; nos botões, a couve-de-bruxelas; nos caules, a couve-rábano; e nas flores, o brócolis e a couveflor. A parte comestível e mais apreciada da couve-flor é a inflorescência que cresce no meio da planta, rodeada por folhas longas, verde-azuladas e fortes, com nervura central vigorosa e aparência da couve comum. A roxa conserva da branca o sabor delicado e a textura agradável. Mas é ainda mais tenra, ótima para ser consumida também crua. Na cozinha, pode ser usada no preparo dos mesmos pratos que a branca, observando apenas que cozinha em menos tempo. As flores, depois de aferventadas ou cozidas no vapor, podem ser servidas frias com cubos de bacon fritos, nozes picadas, alho ou tomate. Cruas, podem ser feitas com molhos picantes ou ácidos. É ótimo acompanhamento para aves, peixes e carne vermelha. SAÚDEÉ bom para Proteger dos radicais livres, já que seu pigmento, a antocianina, é um potente antioxidante; e pessoas que desejam emagrecer, pois tem baixo teor energético. É ruim para Ser usada como fonte de proteínas, porque é pobre em tais substâncias, devendo ser acompanhada com carnes ou outros alimentos de origem animal. COMO SE ESCOLHE Pode ser encontrada nas feiras e nos supermercados que vendem hortaliças menos comuns. Escolha a mais pesada para o tamanho. Deve estar compacta, sem espaços entre os buquês. A cor deve ser roxa ou avermelhada, com folhas verdes vistosas e nervuras arroxeadas. Evite se a couve-flor estiver leve, murcha, com buquês separados ou se perceber algum sinal de bolor ou de amolecimento. Peça que o vendedor mantenha as folhas, pois elas podem ser feitas como a couve. O cheiro deve ser suave; quando estraga, ele passa a ser muito desagradável. Em casa, guarde flores e folhas separadas, em sacos plásticos, na parte inferior da geladeira. Use a folha em até dois dias e a couve-flor, em até cinco dias. COMO SE PREPARA Separe a couve-flor em buquês. Os talos mais grossos podem ser separados para ser usados em sopas cremosas. Lave os buquês em água corrente. Cubraos com água misturada a vinagre ou limão (1 col. de sopa para cada litro de água) para que eventuais insetos subam à superfície e possam ser retirados. O ácido serve também para ressaltar a cor. Ao cozinhar, ponha os buquês em quantidade mínima de água fervente salgada e com algumas gotas de limão. Retire cerca de 5 min depois de ferver. Não utilize panela de ferro, que interfere na cor, nem cozinhe em excesso, porque altera o sabor e a coloração poderá ficar desbotada. E jamais ponha bicarbonato de sódio, porque torna a cor azulada. FICHA TÉCNICA 100 g de couve-flor roxa cozida contêm: Calorias - 24,1 Proteínas - 1,87 g Glicídios - 4,62 g Fibras - 2,69 g Vit. A - 14,5 UI Vit. B1 - 0,062 mg Vit. B2 - 0,064 mg Vit. B6 - 0,201 mg Folacina - 51,1 mcg Niacina - 0,551 mg Vit. C - 55,3 Cálcio - 27,4 mg Ferro - 0,419 mg Magnésio - 11,2 mg Fósforo - 35,4 mg Potássio - 323 mg Selênio - 0,654 mcg Sódio - 6,45 mg MINHA RECEITA Aprendi a preparar esta couve-flor aos três queijos em um programa de culinária na televisão. É fácil de fazer e fica saborosa, mesmo com ingredientes light. Cozinho uma couve-flor grande inteira em água e sal. Escorro. Reservo. Unto uma fôrma com manteiga e forro com muçarela. Ponho a couve-flor com o talo virado para cima. Junto ricota esfarelada. Tempero com alho e sal. Acrescento maionese e 1 copo de requeijão. Pincelo a couve-flor com ovo e polvilho orégano e queijo parmesão ralado. Gratino no forno preaquecido por cerca de 30 min. Sirvo.