Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Claudia Jimenez avisa que quer voltar a fazer TV

Em conversa com Fátima Bernardes, Claudia Jimenez diz que vai fazer um monólogo de Miguel Falabella e que o humor a ajudou na época da cirurgia no coração

Redação Publicado em 21/01/2013, às 17h37 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Claudia Jimenez com Fátima Bernardes e Carolina Dieckmann - Reprodução / TV Globo
Claudia Jimenez com Fátima Bernardes e Carolina Dieckmann - Reprodução / TV Globo

A atriz Claudia Jimenez (54) já está recuperada da cirurgia no coração pela qual passou em 2012 e diz que está pronta para retomar a sua carreira como atriz. Para isso, ela aguarda convites dos autores de novela. “Estou doida para voltar. É bom avisar aos autores e diretores. O Walcyr Carrasco me chamou para fazer a novela e alguém na Globo disse que eu não podia porque ainda estava doente. Eu estou doente, gente?! Já estou boa”, disse ela em entrevista no programa Encontro com Fátima Bernardes

Enquanto os trabalhos na televisão não aparecem, Claudia se prepara para brilhar nos palcos. “O Miguel Falabella está escrevendo uma peça para mim, um monólogo. Eu fiz um monólogo que ficou 7 anos em cartaz e era do Miguel”, contou Claudia, revelando ainda que ia fazer o seriado Pé na Cova, mas, por causa da cirurgia, não pôde estar presente nas gravações. “Não pude fazer o programa do Miguel, aí sim eu não podia, tinha dois meses de cirurgia”.

Reconhecida pelas suas atuações em comédias, Jimenez afirma que o humor está sempre presente em sua vida. “O humor salvou a minha vida em varias ocasiões, acho que o humor é revolucionário. Até pra dizer ‘não’ você pode usar o humor que a pessoa entende melhor. Eu sou assim, eu já nasci assim, desde pequena. Eu sempre fui a palhaça da turma, desde pequena eu queria fazer teatro. Eu já decidi isso muito cedo, nasci e entendi que era para eu fazer as pessoas rirem”.

O lado de comediante surgiu até no hospital, enquanto enfrentava o pós-cirúrgico. “O humor ajuda muito. Na primeira cirurgia, eu fazia tanta palhaçada no CTI que o senhor do lado arrebentou os pontos todinhos dele. Eu falava barbaridades e ele ria muito. O lance é a gente pensar no futuro, ficava com a cabeça lá na praia da Ferradura, em Búzios”.

Os amigos também foram uma peça importante na recuperação de Claudia. “A Carolina Dieckmann com essa cara de santa é uma palhaça. Eu estou falando uma coisa séria e ela me imita. O Miguel é um homem que me faz rir. Ele entrou no CTI e disse: ‘Olha a palhaça, tu adora vir pra cá, vamos sair daqui logo’. Meus amigos são pessoas assim”, contou.