Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Citações

Redação Publicado em 07/12/2009, às 17h05 - Atualizado às 17h17

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
"É inútil fazer a nossa beleza. Ela é uma descoberta do nosso próximo. Aqui está, por exemplo, uma flor. Não fez nada para que eu a achasse bela. Fui eu que senti a combinação do seu silêncio com o esmaecimento de seu vermelho. Fui eu que descobri elegância na inclinação do seu caule para a direita. Antônio Maria (1921-1964), cronista e compositor pernambucano. "A vista de tudo que é extremamente belo, tanto na natureza como nas artes, traz-nos a recordação do que amamos, com a rapidez de um relâmpago." Henri-Marie Beyle, o Stendhal (1783-1842), escritor francês, autor de O Vermelho e o Negro, entre outras obras. "Não acredito que aquele que não ama nada possa sentir-se feliz." Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), filósofo e escritor francês. "Há no amor um momento de grandeza,/ que é de inconsciência e de êxtase bendito:/ os dois corpos são toda a natureza,/ as duas almas são todo o infinito." Olavo Bilac (1865-1918), poeta carioca. "Todas as paixões fazem-nos cometer faltas, mas o amor faz-nos cometer as mais ridículas. La Rochefoucauld" (1613-1680), escritor francês. "Tudo se pode pedir e obter. Exceto que nos amem, porque nenhum sentir depende da nossa vontade." Vergílio António Ferreira (1916-1996), escritor português. "Se o teu amor despreza os sinais do amor a pretexto de atingir a essência, o teu amor não passa de um palavreado. Não descuides das felicitações, nem dos presentes, nem dos testemunhos." Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944), escritor e aviador francês. "O sábio autêntico vive em plena alegria, contente, tranquilo, imperturbável; vive em pé de igualdade com os deuses." Sêneca (4 a.C.-65), filósofo romano que nasceu em Córdoba. "Quantos erros, fábulas, mentiras e falsidades acreditadas pelos homens como verdades incontestáveis! O gênero humano parece constituído para ser enganado e viver em uma ilusão perpétua neste mundo planetário." Mariano da Fonseca, marquês de Maricá (1773-1848), político carioca. "A via do paradoxo é o caminho da verdade. Para testar a realidade, precisamos vê-la na corda bamba; só quando as verdades se tornam acrobatas é que podemos julgá-las." Oscar Wilde (1854-1900), escritor e dramaturgo irlandês, autor de O Retrato de Dorian Gray, entre outras obras. "Na história humana não há registro de um filósofo feliz." Henry Louis Mencken (1880-1956), jornalista e ensaísta americano. "O que é mais preciso que a precisão? Ilusão." Marianne Moore (1887-1972), poeta americana. "Todos vamos comprar presentes para os amigos e parentes, grandes e pequenos, e gastaremos, nessa dedicação sublime, até o último centavo." Cecília Meireles (1901-1964), poeta carioca. "Infelizmente eu só posso comprar aquilo que está à venda, senão há muito tempo que já teria comprado um pouco de felicidade." Paul Getty (1892-1976), empresário e milionário americano, colecionador de arte e de antiguidades. "Sei lá. O melhor é não procurar muito. Tragam pacotinhos vazios. A paz deve estar lá dentro." Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), poeta mineiro, autor de O Sentimento do Mundo e Boitempo, entre outras obras. "Muitas vezes, observando a quantidade de objetos à venda, Sócrates dizia a si mesmo: 'Quantas coisas me são desnecessárias!'" Diógenes Laércio (século III), historiador e biógrafo grego.