Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Citações

Redação Publicado em 13/09/2011, às 09h45 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

.
.

“O Brasil não nos quer! Está farto de nós!/ Nosso Brasil é no outro mundo. Este não é o Brasil.”
Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), poeta mineiro.

“Sociologicamente, não há Brasil.”
Fernando Pessoa (1888-1935), poeta português, citado no livro Fernando Pessoa — Uma Quase Autobiografia, de José Paulo Cavalcanti Filho (Record).

“Não pretendo compreender meu país como não pretendo entender a mim mesmo.”
Jorge Luis Borges (1899-1986), escritor argentino.

“Um governante se torna de fato perigoso quando começa a substituir a competência que não possui pela esperteza que tem demais.”
Joel Silveira (1918-2007), jornalista e escritor sergipano.

“Não se pode trabalhar num esgoto sem cheirar a esgoto.”
José Saramago (1922-2010), escritor português, Prêmio Nobel de Literaura em 1998.

“Meu sonho é dever muito, não ter nada e, o resto, deixar para os pobres.”
François Rabelais (?1483-1553), escritor francês.

“Eu só não devo a mim mesmo por falta de crédito pessoal.”
Antônio Maria (1921-1964), cronista e compositor pernambucano.

“Eu não preciso de dinheiro, querido. Eu trabalho pela arte.”
Maria Callas (1923-1977), soprano greco-americana, gravou, entre muitas outras óperas, a Tosca, de Puccini.

“Os seres humanos têm de aprender a sobrepor-se à vida, têm de entender que todos os sucessos e acontecimentos, todas as alegrias e tristezas não podem afetar seu Eu mais íntimo e que, portanto, todos os movimentos exteriores não passam dos lances de um jogo."
Arthur Schopenhauer (178”8-1860), filósofo alemão, no livro Schopenhauer e os Anos mais Selvagens da Filosofia (Geração Editorial).

“Os homens trabalhadores, de negócios e responsabilidades, no estado de repouso, numa praia, por exemplo, parecem aquelas feras em cativeiro dos jardins zoológicos.”
Corrado Alvaro (1895-1956), escritor italiano.

“Na vertigem tudo é temível e desaparece o diálogo entre as pessoas. O que nos dizemos são mais números do que palavras, contém mais informação do que novidade.”
Ernesto Sábato (1911-2011), escritor argentino.

“Penso que o maior dos males do nosso tempo, que a nada permite amadurecer, está em que o momento anterior consome o seguinte, o dia se esgota no próprio dia, e desse modo vive-se sempre da mão para a boca, sem realizar nada que tenha substância.”
Johann W. von Goethe (1749-1832), escritor alemão.

“O cancro é indiferente às virtudes do sujeito; quando rói, rói; roer é o seu ofício.”
Machado de Assis (1839-1908), escritor carioca.

“Feito flecha, feito fogo, feito faca."
João Guimarães Rosa (1908-1967), escritor mineiro.

“Eu não espero que tudo sejam rosas porque a vida não é assim.”
Amy Winehouse (1983-2011), cantora e compositora inglesa.

“Se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti.”
Friedrich Nietzsche (1844-1900), filósofo alemão, no livro Citações e Pensamentos de Friedrich Nietzsche, organizado por Paulo Neves da Silva (LeYa).

“Avaliai com exatidão os prazeres da vida para os não comprardes caros com detrimento da vossa honra, saúde e cabedal.”
Mariano da Fonseca, marquês de Maricá (1773-1848), político carioca, no livro Máximas, Pensamentos e Reflexões do Marquês de Maricá.