Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

CIBELE DORSA PRESTIGIA O PRÊMIO PERFIL

MARTIN GURFEIN E ADILSON FÉLIX, DE CARAS, ENTRE OS LAUREADOS EM BUENOS AIRES

Redação Publicado em 28/05/2008, às 17h07

Cibele Dorsa entre Adilson Félix e Martin Gurfein, na premiação. - Diario Perfil
Cibele Dorsa entre Adilson Félix e Martin Gurfein, na premiação. - Diario Perfil
Reconhecer a excelência do trabalho jornalístico é a marca do Prêmio Perfil, realizado pelo 4o ano consecutivo pela Editora Perfil, que destaca profissionais de CARAS entre outras publicações da Argentina, Chile, Peru, Brasil e Portugal. Cibele Dorsa (33), musa do clique que rendeu prêmio de Melhor Fotografia de 2007 a Martin Gurfein (45), subeditor de Fotografia-SP de CARAS, prestigiou a entrega das 102 estatuetas com o logo da editora no Salón Retiro do Sheraton Buenos Aires Hotel & Convention Center. "É a 1a vez que saio em foto premiada. O Martin me clicou a primeira vez quando eu tinha 17 anos, para a CARAS no 1. A afinidade com ele é ótima e ser atriz ajudou!", comentou Cibele. "Foi meu 1o prêmio pela CARAS. A foto mostra o que a revista precisa: uma personagem e um lugar glamouroso como Bariloche", disse Martin, sobre o trabalho realizado na Temporada CARAS/NEVE 2007. Outro premiado de CARAS Brasil foi o fotógrafo Adilson Félix (40), troféu de Melhor Reportagem Completa. "O conjunto texto e imagem favoreceu a vitória. O resultado realmente ficou magnífico", avaliou o autor da foto da lua-de-mel de Ana Maria Braga (58) e Marcelo Frisoni (36) em Paris, França, onde mora há 18 anos. A noite que reuniu 1200 convidados teve a ilustre presença de Jorge Fontevecchia (52), CEO da Perfil e fundador da edição original de CARAS, e do vice-presidente da Argentina, Julio César Cleto Cobos (53), que felicitaram os 102 laureados, entre eles Julio Rajneri, diretor do diário Río Negro, e Herbin Hoyos Medina (38), colombiano criador há 14 anos do programa de rádio Las Voces del Secuestro, e que ficou em poder das Farc por 17 dias, que ganhou o Perfil Internacional da Liberdade de Expressão.