Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Chris Brown está livre de acusação de roubo de celular em uma boate de Miami

Por falta de provas, rapper Chris Brown não será acusado de roubar o celular de uma fã na porta de uma festa em Miami, na Flórida, no mês de fevereiro e não terá sua condicional violada

Redação Publicado em 01/12/2012, às 18h40 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Chris Brown - Getty Images
Chris Brown - Getty Images

Chris Brown (24) está respirando aliviado. O rapper, que foi acusado de roubar o celular de Christal Spann na porta de uma balada em Miami, na Flórida (Estados Unidos), após a moça tentar fotografá-lo, não vai enfrentar acusações pelo ocorrido em fevereiro. Katherine Fernandez Rundle, procuradora do estado, disse na sexta-feira, 30, que não há provas de que o cantor queria furtar o telefone da moça ou que ele tenha apagado as fotos feitas por ela.

Se estivesse envolvido no caso de roubo, Brown poderia ser preso por ter violado de sua liberdade condicional, determinada pelo juiz após ter espancado, em 2009, a cantora Rihanna (24), sua então namorada.

A procuradora Katherine Fernandez Rundle disse que as conclusões da investigação serão encaminhadas às autoridades de liberdade condicional em Los Angeles para a revisão. Mark Geragos, advogado de Chris Brown, afirmou: “Estamos gratos pela decisão e a investigação completa”.

O caso do roubo do celular

Na época do ocorrido, promotores disseram que Chris Brown jogou o telefone de Christal de sua limusine e que o aparelho foi pego por Devon Blanche, chefe de segurança do rapper Tyga (23), que havia feito um show com ele no clube Cameo naquela noite. O guarda-costas tentou descobrir se alguém tinha perdido o telefone e acabou levando-o com ele para Atlanta, na Geórgia, durante a turnê do rapper, onde ele disse que pretendia encontrar o seu dono.

Já as testemunhas contaram aos promotores cerca de 30 fãs se reuniram em frente do veículo de Chris e que Christal teria conseguido colocar a mão dentro do carro para tirar uma foto, flagrando o artista acompanhado de mais de duas mulheres. Um dos motoristas contou que viu o cantor atirar um celular branco pela janela.

A proprietária do telefone afirmou que Brown usou um termo depreciativo para falar das mulheres e disse que ele disparou ‘isso não será publicado em websites’ quando pegou o telefone de sua mão. Ela teria começado a bater nas janelas da limusine até que alguém em um banco da frente lhe dizer que o telefone tinha sido jogado fora. Porém, ela não conseguia encontrá-lo.

Blanche, o homem da segurança, disse aos investigadores que ele pensava que Chris Brown estava chateado porque ‘se as fotografias de si mesmo com duas mulheres saíram, ele pode causar-lhe problemas com Rihanna’.