Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Cheryl Cole processa os chefes do 'X-Factor' em R$ 4,7 milhões

Apesar de ter sido substituída por Nicole Scherzinger pouco antes do ‘X-Factor’ ir ao ar, em 2011, Cheryl Cole alega que foi contratada por duas temporadas e, apesar de já ter sido paga pela primeira, exige R$ 4,7 milhões pela segunda

Redação Publicado em 08/12/2012, às 10h18 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Cheryl Cole - Getty Images
Cheryl Cole - Getty Images

Cheryl Cole (29) acaba de entrar na Justiça contra os chefes do X-Factor alegando quebra de contrato. A cantora, que foi contratada para ser jurada do reality, em 2011, por duas temporadas, acabou demitida pouco antes do programa ir ao ar, sendo substituída por Nicole Scherzinger (34), devido ao seu sotaque britânico. Ela recebeu R$ 3,7 milhões pela primeira edição, mas agora exige receber também pela segunda, já que isso constava no contrato.

De acordo com o The Hollywood Reporter, a ação judicial contra a Blue Orbit Productions é de 2,3 milhões de dólares – o equivalente a cerca de 4,7 milhões de reais –, sendo 2 milhões de dólares referentes ao contrato e 300 mil dólares à produção do guarda-roupa e outros gastos subsidiais.

O advogado da cantora alega que ela foi contratada para as duas primeiras temporadas do reality dos EUA e uma cláusula do documento exige que os produtores ‘paguem o jurado mesmo que o produtor decida (por outros motivos que não seja a quebra de contrato por parte do jurado) não usar o jurado e/ou liberem o jurado das suas obrigações dos termos de contrato’. O The Hollywood Reporter obteve uma cópia do contrato.

Cheryl Cole, que foi levada do Reino Unido por Simon Cowell (53) – criador da atração – para os EUA especialmente para o programa, recebeu, até o momento, 1,8 milhões de dólares, cerca de 3,7 milhões de reais, pela primeira temporada. Antes de ir para a américa, a artista era jurada da edição britânica do programa.

Na época, Nicole Scherzinger, que inicialmente foi contratada para apresentar a atração, trabalhou com Paula Abdul (50), mas ambas foram substituídas, em 2012, por Britney Spears (31) e Demi Lovato (20).

O processo, aberto na Corte Superior de Los Angeles em 7 de dezembro, também pede os juros sobre o dinheiro devido, mais taxas legais e mais o que ‘o tribunal ache justo e apropriado’.