Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Após polêmica, Charlie Sheen convida Angus T. Jones para sua série

Após polêmica envolvendo o jovem ator Angus T. Jones de ‘Two and a Half Men’, Charlie Sheen, ex-protagonista da série, o convida para seu novo seriado, ‘Anger Management’

Redação Publicado em 29/11/2012, às 15h46 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Charlie Sheen e Angus T. Jones - Getty Images
Charlie Sheen e Angus T. Jones - Getty Images

Charlie Sheen (47) – que foi demitido da série Two and a Half Men em março de 2011 depois de alegações de mau comportamento e desentendimentos com o criador do programa, Chuck Lorre – convidou Angus T. Jones (19) para atuar em seu novo show, Anger Management

“Meu ex-sobrinho é bem vindo em Anger Management a qualquer momento”, declarou o ator, referindo-se ao personagem de Angus em Two and a Half Men, de acordo com o The Sun.

Durante um vídeo polêmico de sua igreja, o jovem ator pediu para que as pessoas parassem de assistir ao seriado. “Por favor, pare de assistir e encher a sua cabeça com sujeira. As pessoas dizem que é só entretenimento. Faça uma pesquisa sobre os efeitos da televisão no seu cérebro e eu tenho certeza que você terá que tomar uma decisão quanto ao que você assiste...”, disse Angus, que é uma das estrelas teens mais bem pagas de Hollywood, ganhando aproximadamente 350 mil dólares por episódio.

Além do convite, Sheen aproveitou a declaração do ex-colega de elenco para alfinetar Lorre. “Desafio qualquer pessoa a passar 10 anos sob a opressão de Chuck Lorre e não sofrer alguma forma de tsunami emocional”.

Sheen também admitiu que o Angus com o qual ele conviveu por tanto tempo não é o mesmo garoto que ele viu no vídeo. “Com o ataque de fúria de Angus, está radicalmente claro para mim que a série está amaldiçoada”, completou.

Charlie Sheen foi substituído por Ashton Kutcher (34) depois de sua demissão no ano passado.

Após a publicação do vídeo, Angus pediu desculpas publicamente.