Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Catherine Zeta-Jones e Scarlett Johansson vencem na Broadway

Estrelas do cinema são laureadas com o Tony, o maior prêmio do teatro americano, durante gala no Radio City Music Hall

Redação Publicado em 22/06/2010, às 13h25 - Atualizado em 23/06/2010, às 17h34

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Laura Bell Bundy, de Jean Fares Couture, Scarlett Johansson, de Elie Saab e joias Harry Winston, e Cate Blanchett, de Armani Privé e joias Van Cleef & Arpels - REUTERS
Laura Bell Bundy, de Jean Fares Couture, Scarlett Johansson, de Elie Saab e joias Harry Winston, e Cate Blanchett, de Armani Privé e joias Van Cleef & Arpels - REUTERS
O brilho foi o grande vencedor do Tony Awards, o equivalente teatral do Oscar, realizado com pompa e circunstância no tradicional Radio City Music Hall, no coração de Nova York. Fazendo jus à gala, Catherine Zeta-Jones (40) surgiu glamourosa em tomara que caia azul gelo, digno do prêmio que levou para casa, como Melhor Atriz pelo musical A Little Night Music. Completamente aturdida com a láurea, a estrela galesa, dona de um Oscar pelo musical Chicago, tropeçou no discurso e fez uma homenagem pouco usual a seu amado, Michael Douglas (65), com quem está casada há dez anos e tem os herdeiros Dylan Michael (9) e Carys Zeta (7). "Vocês estão vendo aquele homem sentado ali? Ele é um astro do cinema e eu durmo com ele todas as noites", confidenciou a morena à plateia. Passado o frisson do momento, Catherine se deu conta do tom do comentário. "Não foi a coisa mais fina de se dizer,mas saiu do meu coração." Cabelos presos no estilo anos 1970-1980, Scarlett Johansson (25) magnetizou a audiência a bordo de longo verde profundo cintilante. A loira levou o Tony de melhor Atriz Coadjuvante por seu papel na peça Panorama Visto da Ponte, do dramaturgo Arthur Miller (1915-2005). Estreante na Broadway, a atriz, que gosta de manter a vida pessoal longe dos holofotes, não posou com o marido, Ryan Reynolds (25), no red carpet, mas falou do amado no discurso de agradecimento. "Ao meu canadense, com quem eu vivo, obrigada pelo apoio", disse, diante da dupla Daniel Radcliffe (20), o popular Harry Potter da série do cinema, e Katie Holmes (31), a eleita de Tom Cruise (47), que anunciaram a premiação. Bastante conhecida dos palcos de NY pela versão teatral de Legalmente Loira e por Hairspray, Laura Bell Bundy (29) deixou os longos cabelos ondulados se esparramar sobre o marcante modelo dourado, enquanto a sempre classuda Cate Blanchett (40) exibiu a estatuesca silhueta num tuxedo prata futurista. Lea Michele (23), estrela do seriado Glee, iluminou o tapete vermelho com seu tomara que caia amarelo vibrante. Já Jamie-Lynn Singler (29), acompanhada do namorado, o jogador dos NY Jets Mark Sanchez (23), optou por longo tye-dye em azul e branco. A bela Naomi Watts (41), abraçada ao amado, Liev Schreiber (42), encarnou a elegância em comportado longo nude. E dame Helen Mirren (64) fez o que seus fãs sempre esperam: desfilou sua elegância discreta em longo azul-marinho. Como em todas as premiações importantes, lá estava o casal hollywoodiano Melanie Griffith (53) e Antonio Banderas (49), ela apostando no pretinho básico. A grande dama Angela Lansbury (84), detentora de cinco prêmios Tony, fez bonito em longo vermelho fechado, com discretíssimo brilho. Verdadeira lenda viva do cinema e do teatro, ela protagonizou um dos momentos de emoção ao ser homenageada como presidente honorária do American Theatre Wing. "Ninguém se transforma em uma estrela da noite para o dia", ensinou a intérprete inglesa. Valerie Harper (70), também veterana da Broadway, flanou de azul vaporoso, enquanto Lucy Liu (41) se destacou em longo rosa, com flores no peito. Katie Finneran (39), de longo de chifon off white, ganhou seu segundo Tony, desta vez como Melhor Atriz em Musical, por Promises, Promises. Viola Davis (44), na Broadway com Denzel Washington (55), garantiu seu Tony de Melhor Atriz em Peça por Fences. Entre os apresentadores, a veterana Raquel Welch (69), símbolo sexual dos anos 1970, Bebe Neuwirth (51) e o talentoso Nathan Lane (54). O astro Will Smith (41) distribuiu simpatia ao lado da mulher, Jada Pinkett Smith (38), linda em modelito cereja no estilo origami.