Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Carolina Ferraz além da televisão

Longe da telinha, a atriz Carolina Ferraz aposta em novos projetos, como no ‘Histórias de Amor’, série de curtas-metragens inspirada em histórias de amor, produzidos em parceria com a prima e empresária Daniela Álvares

<i>por Thais Arbex</i><br><br> Publicado em 11/09/2009, às 19h41 - Atualizado em 13/09/2009, às 10h52

Carolina Ferraz - Divulgação
Carolina Ferraz - Divulgação
A personagem Norma Gusmão, da novela das sete Beleza Pura, exibida em 2008 na Globo, foi o seu trabalho mais recente na televisão. Mas isso não quer dizer que a atriz Carolina Ferraz está de férias. Ela, que é bailarina diplomada pelo Royal Ballet, e que foi modelo e apresentadora, resolveu apostar em um novo projeto, inspirado nas histórias de amor das amigas e de casos ouvidos durante sua vida. "Já carregava há tempos essa ideia. Queria fazer drops rápidos contando um pouco de tudo que já vi em filmes, li nos livros e escutei nos bares com minha amigas. As histórias são os resultados dessa mistura", contou Carolina em conversa com o Portal CARAS. A ideia era a de que a série de curtas-metragens intitulada Histórias de Amor - além de atuar, Carolina assina o roteiro e a direção - fosse produzida para a internet, "um meio em que eu mesma posso controlar o conteúdo e postá-lo imediatamente", define a atriz, que tinha como principal objetivo fazer com que "as pessoas percebessem o toque caseiro e experimental do projeto". A terceira e última etapa do projeto, que tem seus vídeos divulgados no Youtube, foi anunciada na sexta-feira, 11, e contou com a participação de três atrizes. Letícia Isnard, Marcela Virzi e Rafaela Cardoso ajudaram Carolina a contar essas histórias de amor. "O retorno tem sido surpreendente! Estou muito feliz!", disse. Animada com o resultado da empreitada, Carolina Ferraz, que adora escrever, revela que novos projetos já estão por vir. No primeiro semestre de 2010, deve chegar às livrarias seu livro de receitas. "Adoro cozinhar. O livro reúne receitas para receber os amigos nos finais de semana. Todas foram testadas uma a uma", contou. Confira abaixo a conversa com a atriz Carolina Ferraz: - As histórias de amor inspiraram o projeto Histórias de Amor. Quando decidiu transformar essas histórias em curtas-metragens? - O projeto surgiu da necessidade que tenho de fazer coisas diferentes e de concluir projetos. É muito demorado e sofrido o processo de uma grande produção. Pensei, então: por que não utilizar um meio em que eu mesma posso controlar o conteúdo e postá-lo imediatamente, dependendo unicamente do meu próprio esforço? - Alguma história em específico impulsionou o projeto? - Já carregava há tempos essa ideia. Queria fazer drops rápidos contando um pouco de tudo que já vi em filmes, li nos livros e escutei nos bares com minhas amigas. As histórias são os resultados dessa mistura. A Daniela Alvares, que é minha empresária, sempre deu a maior força, e um dia a ficha caiu! Ela é produtora, tem o equipamento. Eu só precisava escrever e rodar as histórias. Quando conheci um pouco mais da internet, me apaixonei pela possibilidade de tê-la como aliada. A vontade de produzir foi uma consequência disso. Acabei trabalhando muito com o improviso. Sabia que as histórias tinham começo, meio e fim. O resto saiu sem muita elaboração. Para mim era importante que as pessoas percebessem o toque caseiro e experimental do projeto. - A ideia, desde o início, era produzir conteúdo para a web? Como é a sua relação com a internet? - Nada é tão generoso quanto a internet. Nós mesmas produzimos, editamos e postamos! Apesar de tudo ser muito novo para mim, descobri compras pela internt, banco na internet e fiz um site oficial para mim, que curto muito. Fora isso só uso e-mail, não tenho msn, nem Orkut. - Como tem sido a repercussão do projeto? - A repercussão superou todas as expectativas e os comentários são muito positivos. Depois do lançamento dos três primeiros vídeos, em julho, recebemos centenas de e-mails com os mais variados temas sobre amor e, para a nossa surpresa, muito mais homens do que mulheres nos mandaram sugestões de histórias. Os rapazes querem ser ouvidos também, não é legal? Com essa repercussão, escolhemos três histórias que foram sugeridas para eu encenar na segunda etapa do projeto, que foi divulgada no final do mês de agosto, sendo uma delas de um personagem masculino. - Como é o processo de produção dos filmes? Eles são feitos na sua casa? Além de você e da Daniela, mais alguém participa do processo? - Os filmes foram todos produzidos na minha casa a várias mãos. As imagens ficaram por conta da Luiza Zanoni, o make-up é daÉrica Monteiro e a produção executiva e roteiro da minha prima e empresária Daniela Álvares. Ou seja, é um projeto entre amigas. - Além desse projeto, um outro já está por vir. Você lançará um livro de receitas em breve. Pode contar mais detalhes desse projeto? - O livro deve ser lançado no primeiro semestre de 2010, e reúne receitas para receber os amigos nos finais de semana. Todas foram testadas uma a uma. Adoro cozinhar e receber meus amigos. Sou curiosa na cozinha e aprendi muito do que sei com a minha mãe e com aventuras pela minha cozinha.