Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Carolina Dieckmann diz que a morte de Jéssica vai dar o tom em 'Salve Jorge'

Carolina Dieckmann ainda não recebeu o roteiro com a morte de Jéssica em 'Salve Jorge', mas defende a saída da personagem: 'A morte dela vai dar o tom necessário para contar essa história'

Redação Publicado em 23/12/2012, às 21h37 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Carolina Dieckmann - Manuela Scarpa/Foto Rio News
Carolina Dieckmann - Manuela Scarpa/Foto Rio News

A torcida para que Jéssica continue em Salve Jorge é grande. Mas não tem jeito, a personagem de Carolina Dieckmann (34) vai mesmo morrer, já que a atriz está escalada para o filme Júlio Sumiu, que começa a ser gravado no final de janeiro. Por enquanto, Carolina ainda não sabe como será cena da morte da garota, que foi traficada e obrigada a se prostituir.

“O que posso dizer é que não está escrita a morte até dia 10”, disse durante sua passagem pelo show de Stevie Wonder (62) e Gilberto Gil (70) neste domingo, 23, no Rio de Janeiro. “Fico muito feliz das pessoas quererem que eu fique, mas se Jéssica não fosse tão querida, a morte dela não teria o peso que deve ter. A morte dela vai dar o tom necessário para contar essa história que é seria. Muitas meninas morrem. A Gloria (Perez, 64) é uma guerreira incrível pelo que está fazendo”, elogiou.

Carolina nem terá tempo para descansar após Salve Jorge. No dia 28 de janeiro ela começa as filmagens do longa, que terá ainda Fiuk (22) e Lilia Cabral (43). “Vocês querem que eu perca meu emprego no filme”, brincou. “É uma comédia com direção do Roberto Berliner. Vai ser um choque, totalmente diferente da Jéssica. Minha personagem é uma vigarista, Maria cadeia, se envolve com todo mundo", adianta.

O ano em que o limão virou limonada

Segundo Carolina, 2012 surpreendeu. "Esse ano foi incrível pra mim e tinha tudo pra ser chato. Foi o ano do limão que virou limonada. Quando minha casa pegou fogo e ninguém morreu, minha mãe falou pra seguirmos em frente e continuar. Tenho isso de transformar coisas ruins em boas", falou referindo-se ao incêndi na casa da família quando ela era criança. Entre os transtornos que teve de lidar neste ano, está a divulgação na internet de fotos em que aparece nua e que acabou resultando na criação de uma lei que torna crime a invasão ao computador alheio e acesso a dados. "Fiquei assustada, porque as minhas fotos foram o sexto assunto mais pesquisado no mundo. A Dira Paes falou outro dia que as pessoas que vêem as fotos hoje sabem que virou lei, então o que tinha de ruim virou deslumbrante. Fico orgulhosa de isso ter criado uma discussão que virou lei, não é vaidade de ter meu nome lá".

Para renovar as forças para o próximo ano, Carolina vai passar o réveillon no Nordeste ao lado do marido, Tiago Worcman, e dos filhos Davi (13) e José (5).