Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

‘Bruno Mazzeo é uma renovação na TV’

Carlos Alberto de Nóbrega diz que faltam novos 'Chico Anysios' no mercado e diz que Bruno Mazzeo talvez seja a única renovação na TV

Redação Publicado em 22/08/2011, às 10h40 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Carlos Alberto de Nóbrega
Carlos Alberto de Nóbrega

Há 24 anos no comando do humorístico A Praça É Nossa, Carlos Alberto de Nóbrega (75) acredita que o humor brasileiro está passando por um momento difícil. Para ele, estão faltando novos humoristas do mercado.

“Existe uma diferença entre humorista e comediante. Humorista é aquele que faz humor, um chargista não deixa de ser humorista, quem escreve um programa de humor é humorista. Comediante é aquele que decora um texto e faz um quadro humorístico, como era o Golias, Consuelo Leandro, Maria Tereza, diz, citando colegas que já passaram pelo banco da praça, e morreram há alguns anos. Chico Anysio é humorista, ele escreve. Renato Aragão é humorista. E está havendo uma escassez de Golias, está faltando novos Chico Anysios”, lamenta.

Da nova safra de profissionais, Carlos Alberto destaca Bruno Mazzeo (34), que, assim como o próprio Carlos Alberto – que seguiu a profissão do pai Manoel de Nóbrega -, seguiu os passos do pai Chico Anysio. “O filho dele é um excelente comediante e humorista também. O Bruno Mazzeo, na minha opinião, é uma renovação. Talvez a única renovação que tenha na televisão”, afirma.

Carlos Alberto destaca ainda o programa CQC, da Band, como boa novidade da TV. “O que vocês chamam de humor novo é o CQC que faz jornalismo dentro de humor. Porque o resto não mudou nada. Eu acho que a renovação da televisão foi na parte técnica, evoluiu de maneira imensa, e a parte artística, não. Aqueles que faziam sucesso 30 anos atrás continuam fazendo sucesso até hoje”.