Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

CAFÉ DESCAFEINADO

Redação Publicado em 08/05/2008, às 19h04

CAFÉ DESCAFEINADO
CAFÉ DESCAFEINADO
O cafeeiro (Coffea arabica) é um arbusto perene, de pequeno porte, com folhas verde-escuras brilhantes. As flores se formam em cachos. Os frutos, de início verdes-oliva brilhantes, ao amadurecer ganham tonalidade vermelha forte. Habitualmente eles são colhidos maduros. Então, passam por secagem e são torrados para que adquiram o odor e o sabor característicos. O café é considerado uma bebida estimulante pela presença da cafeína, que age no sistema nervoso central e também no circulatório, dando a sensação de euforia e disposição. A substância também pode piorar doenças como a gastrite, a úlcera e a esofagite. O café descafeinado foi criado para que essas pessoas possam consumi-lo com menores riscos. Os grãos do café, dependendo da origem e da variedade, têm entre 0,8% e 2,5% de cafeína, enquanto os descafeinados passam a ter por volta de 0,1%. Obtém-se o café descafeinado extraindo a cafeína dos grãos maduros recém-colhidos. Até 1980 se empregava na descafeinação diclorometano, que dissolvia a cafeína, preservando o aroma e o sabor. Mas o processo deixava resíduos tóxicos. Passou-se, então, a empregar diclorometano, que também tinha a sua dose de toxicidade. Por isso, em 1990 se começou a utilizar no processo o fluido supercrítico de dióxido de carbono, ou CO2 supercrítico, solvente mais natural e nãotóxico, que dissolve 90% da cafeína dos grãos. Depois, os grãos descafeinados passam pelos mesmos processos dos comuns, até o café chegar ao consumidor nas versões torrado e moído, em sachê e solúvel. O café descafeinado entra no preparo dos mesmos pratos que costumam ser preparados com a bebida tradicional, como pudins, sorvetes, doces, fondues e bolos. Além, naturalmente, das incontáveis bebidas.

Saúde

É ruim para Ser ingerido em excesso, porque as pesquisas indicam que pode levar ao aumento do colesterol; e servir como alimento, pois as substâncias nutritivas do café são quase nulas. É bom para Pessoas que evitam a cafeína pelo seu efeito irritante, como no caso de portadores de gastrite e de úlcera; e quem é portador de esofagite, que também deve evitar a cafeína.

Ficha técnica

100 ml de café descafeinado preparado contêm: Magnésio - 5 mg Fósforo - 1 mg Potássio - 54 mg Sódio - 2 mg Zinco - 0,02 mg Cobre - 0,007 mg Manganês - 0,027 mg Flúor - 52,4 mcg Selênio - 1 mcg Calorias - 0 Niacina - 0,222 mg Ác. pant. - 0,001 mg Cálcio - 8 mg Ferro - 0,05 mg

Como se escolhe

Esse café pode ser adquirido em supermercados nas versões torrado e moído em granulações diferentes e embalado a vácuo, em sachês para máquina ou solúvel. O rótulo deve trazer o termo "descafeinado". Prefira cafés com selos de qualidade de associações reconhecidas e evite os desconhecidos. A embalagem deve estar intacta. Para o preparo com coador, prefira os pós de moagem fina, que dão café mais encorpado, pois a superfície de contato é mais ampla, extraindo maior quantidade de substâncias aromáticas. Caso não tenha familiaridade com o produto, compre duas ou três marcas, deguste e escolha uma delas.

Como se prepara

Para conservar o café fresco após abrir a embalagem, mantenha-a fechada dentro de um recipiente que feche bem. Deixe na geladeira e nunca em contato com cheiros fortes ou produtos químicos. Consuma em até 30 dias. O pó de café descafeinado pode ser preparado da mesma forma que o convencional. No coador de papel, 80 g de pó para 1 litro de água. Ponha o pó no coador e escalde com água fervente. Ou use qualquer outro método, como cafeteira italiana ou coador de pano. A água precisa ser filtrada, pois aquela que sai da torneira tem muito cloro. O recipiente para ferver água deve ser de uso exclusivo. O bule ideal é de louça ou vidro.

Minha receita

Elaine Mickely (atriz)Elaine Mickely (atriz) Faça petit-gâteau de café. Coloque numa panela 1 litro de leite, 1 e 1/2 xíc. de açúcar, 1 col. (chá) de bicarbonato. Cozinhe em fogo baixo até obter um doce pastoso. Tire do fogo e incorpore 6 col. (sopa) de café solúvel, 13 col. (sopa) de manteiga e 8 col. (sopa) de pasta de glicose. Reserve. Cozinhe em banho-maria, em fogo bem baixo, mexendo, 6 ovos, 7 gemas e 11 col. (sopa) de açúcar. Não deixe ferver. Retire do fogo. Incorpore o creme de café e 12 col. (sopa) de farinha de trigo. Misture. Deixe gelar por 2 horas. Asse em assadeiras individuais untadas em forno preaquecido a 200 graus por cerca de 5 min. Sirva com calda de chocolate e sorvete.