Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Cacá Bueno dentro e fora das pistas

Em entrevista à CARAS Online, o piloto da Stock Car, Cacá Bueno, falou do seu casamento com Talita Stoppazzolli, que acontece em dezembro, do pai, o narrador esportivo Galvão Bueno, e do irmão, Popó, seu adversário nas pistas

Redação Publicado em 15/07/2011, às 12h45 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Cacá Bueno com a noiva Talita Stoppazzolli - Alex Palarea/AgNews
Cacá Bueno com a noiva Talita Stoppazzolli - Alex Palarea/AgNews

A CARAS Online entrevistou nesta semana o tricampeão da Stock Car Cacá Bueno (34) que, além de estar na disputa direta do título da temporada deste ano, também vive um momento muito especial em sua vida, a expectativa do casamento com a Talita Stoppazzolli (24), em dezembro deste ano. Porém ele ainda perece estar focado apenas na competição, pois já se sente casado com a modelo. “Tem tanta coisa, tanto trabalho que não consigo pensar muito nisso, ainda. Já me sinto casado com ela, por morarmos juntos há mais de um ano. Nós, homens, sabemos que a data acaba sendo mais importante para a mulher. Estou muito feliz e acho que no dia, quando estiver no altar esperando por ela, vai ser uma sensação incrível, vou estar muito feliz, até por vê-la feliz. Mas acredito que esta ansiedade vai bater, para valer, quando chegar mais perto”, afirmou.

Cacá também acrescentou que sua amada está com a responsabilidade de organizar a cerimônia de casamento. “Ela já está vendo os preparativos, cuidando de todos os detalhes. Claro que eu participo, e é muito legal, mas ela é quem está acompanhando todos os detalhes”.

Sobre a possível conquista do seu quarto título da Stock Car, o piloto da Red Bull Racing, que está na segunda colocação na classificação geral, atrás apenas de Thiago Camilo (28), da RCM Motorsport, comentou: “Tenho certeza de que vou lutar pelo tetra. Já ganhei três campeonatos e fui vice quatro vezes. Isso mostra que sempre viemos fazendo um bom trabalho. Ganhar ou perder faz parte do esporte, mas se estivermos sempre empenhados, os resultados positivos vão aparecer. Temos de trabalhar firme para, uma hora, conquistar o tetracampeonato”.

Filho do narrador esportivo da Rede Globo Galvão Bueno (60), Cacá declara que o pai não é tão “coruja” como todos pensam. “A participação dele é de pai. A gente entende que o público fique curioso por isso, mas é uma participação comum de pai. No caso dele é até menor do que o público imagina. Diferente de outros pais, que sempre estão na pista acompanhando os filhos, como acontece na Fórmula 1, na Stock Car ou em qualquer categoria, ele consegue estar no autódromo durante a corrida uma vez por ano. Na corrida do Rio de Janeiro, ele estava na Argentina, por causa da Copa América, já cansamos de correr em Londrina, no Paraná, onde ele mora, mas, normalmente, ele está em alguma viagem por causa de Fórmula 1 ou de jogo da seleção”.

Quando perguntado como é disputar uma corrida ao lado do irmão, Popó Bueno (33), Cacá afirmou que há um grande companheirismo entre os dois. “Correr com ele é um pouco diferente. Tem um ditado no automobilismo que diz: 'O seu companheiro de equipe é o seu primeiro adversário'. Mas, com a gente, não é bem assim. Somos companheiros de equipe no Troféu Línea e na Stock Car, corremos por equipes co-irmãs (que contam com o comando do Andreas Mattheis) e a gente se dá muito bem, trocamos muita informação técnica e um sempre tenta ajudar o outro. Claro que na hora da corrida é cada um por si, mas esta troca de informações faz com que os dois evoluam muito e mais rápido. E esta experiência de dividir a equipe com ele tem sido muito legal”. Ele ainda declarou que Popó é seu maior colega entre os participantes da Stock Car. “O meu irmão é o meu grande amigo. Tem alguns pilotos com quem eu me dou bem, mas eu estou ali para trabalhar, não para fazer amigos. Se fizer, ótimo, mas estou concentrado em conseguir os resultados para mim mesmo, para a equipe, para quem torce por mim, meus patrocinadores. Mas, com certeza, o meu irmão é o meu grande amigo na categoria”.

E engana-se quem pensa que a vida pessoal de Cacá Bueno também é bem “agitada” fora das pistas. Antes de finalizar a entrevista, o noivo de Talita contou que prefere aproveitar o momento de folga em lugares mais sossegados e ao lado dos amigos. “Eu sou muito tranquilo. Apesar de, entre outras coisas, ser sócio de um bar (Conversa Afinada), não costumo ser da noite. O pessoal sabe que eu costumo ir à praia, receber os amigos em casa, ir ao cinema, sair para jantar. Sou quieto e reservado. A minha preferência é ir à praia, jogar um vôlei de praia, que eu adoro, ficar com os amigos em casa jogando cartas”.