Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Famosos comentam empate do Brasil

Seleção Brasileira apenas empatou no 0 a 0 com a Venezuela, na estreia das equipes no torneio sul-americano, e gerou protestos de alguns famosos no Twitter

Redação Publicado em 03/07/2011, às 18h34 - Atualizado às 20h28

Ganso, Thiago Silva e Neymar - Wagner Carmo/LatinContent/Getty Images
Ganso, Thiago Silva e Neymar - Wagner Carmo/LatinContent/Getty Images

Na estreia da Seleção Brasileira na Copa América, equipe comandada pelo técnico Mano Menezes (49) apenas empatou no 0 a 0 com o modesto time da Venezuela, em partida realizada na tarde deste domingo, 3, em La Plata, na Argentina, país-sede da competição.

O quarteto fantástico, Paulo Henrique Ganso (21), Robinho (27), Neymar (19) e Alexandre Pato (21), que todos queriam ver em campo, foi escalado pelo treinador brasileiro, porém não conseguiu produzir um bom futebol e transformar as jogadas em gol.

Após o jogo, Pato reconheceu a má atuação da equipe e lamentou as chances perdidas no primeiro tempo, etapa em que o Brasil obteve melhor desempenho. “Não jogamos bem”, disse.

Por meio de seu perfil no Twiter, o ex-atacante Ronaldo (34), que vestiu a “amarelinha” por diversos anos e foi o maior responsável pelo título da Copa do Mundo de 2002, comentou o resultado final da partida. “Estreia nunca e fácil! Vamos torcer para melhorar nos próximos jogos!”, escreveu o maior artilheiro da história dos Mundiais.

O ator Dado Dolabella (30) foi outro a lastimar o empate. “Lamentável”, publicou. E ainda pediu, brincando, que algumas jogadoras da equipe feminina fizessem parte do time masculino. “Põe a Marta (25) e a Cristiane (26) na seleção dos homens!”. Já o companheiro de profissão Pedro Neschling (29) perguntou ironicamente após o apito final do juiz: “Que horas começa o jogo da Seleção Brasileira?”.

Do mesmo modo, Hélio de la Peña (52) protestou de forma bem-humorada. “Final da Copa América: Venezuela e Bolívia”, referindo-se às equipes que “azedaram” as estreias de Brasil e Argentina na competição. “Perdemos nossa tarde de domingo. Podíamos ter tirado um ronco”, continuou.