Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Betty Gofman: Espera para a estreia como mãe

Grávida de gêmeas, a atriz diz ter perdido o medo de ter filhos e cuida dos preparativos

Redação Publicado em 21/02/2011, às 16h55 - Atualizado em 07/06/2012, às 23h25

Em ótima forma, a artista carioca curte o sétimo mês de gestação e conta que ser mãe era sonho antigo. - CAIO GUIMARÃES
Em ótima forma, a artista carioca curte o sétimo mês de gestação e conta que ser mãe era sonho antigo. - CAIO GUIMARÃES
Mãe de primeira viagem, a atriz Betty Gofman (45) aguarda com tranquilidade a chegada de suas gêmeas, frutos da união de oito anos com o secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto (55). "Minha sorte chegou um pouco tarde, mas ainda a tempo de gerar duas vidas", conta ela, que está no sétimo mês de gestação, enquanto procura peças para o enxoval da dupla na loja de Vanessa Guimarães (37), em São Paulo. "Quero escolher cada detalhe com muita calma. Afinal, tudo é especial. Muitas coisas aqui incluem motivos de animais, que são a minha paixão", explica Betty, que cria em casa, no Rio, cinco cachorros e um gato. "Sinto que vou ser mãe novamente. Meus filhotes vão ganhar mais duas irmãzinhas", fala a irmã da também atriz Rosane Gofman (53). No elenco de Ti Ti Ti como Help, ela não pensa em deixar a trama global das 7 tão cedo. "Continuo gravando 'na boa', só não posso ficar pulando de lá para cá como de costume", brinca a atriz, que por coincidência estreou na TV no folhetim original, de 1985. "É ótimo participar desta nova versão. A Maria Adelaide Amaral é uma pessoa incrível", garante Betty, referindo-se à autora da novela. - Ser mãe foi algo planejado? - Sempre tive medo de ter filhos. Acho que mais pela responsabilidade e o fato de ser uma coisa tão eterna, por isso demorei a pensar nisso com seriedade. Mas foi por causa das qualidades do meu marido que tomei coragem para enfrentar esse meu temor. - Seu marido, Hugo, a encorajou desde o início? - Sim, e ficou muito feliz com a notícia. Ele já têm duas filhas mais velhas - Rebecca e Luiza Barreto - e gosto de observar a relação deles. Percebo cada vez mais como é um pai excepcional e com certeza será também para as nossas filhas. Tive sorte de ter encontrado alguém como o Hugo. Sempre digo às meninas: 'agradeçam, porque vocês têm o melhor pai de todos.' - Como é a relação de vocês? - Hugo é mais que um marido, é meu companheiro. Foi a sensação de que vamos ficar juntos para o resto da vida que me deu segurança para encarar a maternidade. Ele já está fazendo mudanças na casa, participa em tempo integral de tudo: ajuda a escolher os detalhes e compra roupinhas para o enxoval. Peço a Deus que ele tenha muita saúde para as meninas poderem curtir esse pai incrível que eu consegui para elas. - Como recebeu a notícia de que seriam gêmeas? - Fiquei bem assustada, sinceramente. Pensei no fato de eu não ser uma mãe tão jovem e no risco que isso poderia acarretar, mas acredito que nada aconteça por acaso, então preciso aproveitar. Sempre sonhei em ser mãe de uma menina, porque acho que combina mais comigo. Quando descobri que seriam duas, só tive motivos para sorrir ainda mais. Ter dois filhos de uma só vez é um trabalhão, mas você também passa pelos desconfortos uma vez só. - Sente-se realizada? - É um privilégio produzir um ser dentro de mim, algo muito especial. Claro que estou apaixonada, mas ainda não sei a real dimensão desse amor. Já me considero mãe dos meus 'bichinhos de estimação', mas essas são sensações muito novas para mim, tenho muito a aprender com tudo isso. - Dá para notar a sua forte ligação com os animais. - Sou louca por eles. Lá em casa temos três cachorrinhas da raça galga, Menina, Lilica e Sofia, o labrador Leo, a vira-lata Gata e o gatinho Dino, da minha enteada Luiza. Acho que vão sofrer um pouco com as mudanças na chegada das crianças, mas farei de tudo para que não sintam tanto. Quero que minhas filhas cresçam no meio deles, não posso desprezar minhas 'sacolinhas de amor', como os chamo. O tempo vai ser menor, mas o amor será o mesmo. - Vocês já decidiram quais serão os nomes das gêmeas? - Que nada, estamos em fase de negociação. A família toda quer opinar. Minha mãe está chateada porque adora conversar com elas na minha barriga e já queria chamá-las pelo nome. - Está enfrentando uma gravidez tranquila? - Enjoei bastante no começo, sinto azia de vez em quando e as costas sofrem um pouco, mas é normal. Desde o comecinho da gestação, chupo muito gelo para amenizar esses sintomas. O mais engraçado é que eu não tive nenhum desejo até hoje. - Tem feito algum exercício? - Dei uma parada com tudo. Estava fazendo muitas coisas ao mesmo tempo e exagerando na dose. Meu médico quer que eu engorde no máximo 12kg durante toda a gestação. Ele diz que quanto mais magra, mais consigo 'segurar' os bebês. Estou no sétimo mês e já com 10kg a mais. Como bem, mas venho pecando pela ansiedade. - Vai tirar folga do trabalho? - Ainda não parei. Tive sorte, pois quando estava na época de enjoar, fazia poucas cenas, dava para segurar. Quando comecei a melhorar, as gravações tomaram um ritmo mais acelerado. Parece até que tudo se encaixou perfeitamente. Agora vou precisar dar uma acalmada, mas continuo na novela. Amo o meu trabalho. Veja o vídeo na TV CARAS: