Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Bento XVI mostra a sua intimidade

Em Castel Gandolfo, residência de verão, o papa desfruta férias

Redação Publicado em 27/07/2010, às 17h32 - Atualizado em 01/08/2010, às 10h01

Durante o dolce far niente, ele se dedica à oração, leitura e escrita. - Reuters
Durante o dolce far niente, ele se dedica à oração, leitura e escrita. - Reuters
Tranqüila, com o charme das típicas vilas italianas e cercada por belezas naturais, Castel Gandolfo, a cerca de 30 quilômetros de Roma, recebe desde o início de julho o seu mais ilustre visitante. Seguindo a tradição Que teve início no século XVII com Urbano VIII (1568-1644), o papa Bento XVI (83) deixou a cidade-estado do Vaticano no dia 7 de julho para desfrutar de suas férias na residência de verão. A bela propriedade compreende o palácio papal, o palácio Barberini, dependências para 21 funcionários, escritórios, jardim de 30 hecta-res e mais 25 hectares de área cultivável e de criação de animais. "Queridos amigos, nesta tarde começam as minhas férias e estou feliz por estar aqui convosco, cercado pela beleza da criação e da história e pela vossa simpatia e amizade. Obrigado de todo coração pela vossa presença. Eu abençoo a todos", disse o santo padre em sua chegada. Durante a estada, prevista para se estender até o fim de setembro, o papa terá a companhia do irmão, o padre Georg Ratzinger (86), e de seus secretários, os padres Georg Gäenswein (53) e Alfred Xuereb (51). Segundo o próprio, ele pretende dedicar seu tempo para rezar, passear pelos jardins, ler e escutar música, em especial peças clássicas de Mozart (1756-1791) e Bach (1685-1750). Segundo o porta-voz da Santa Sé, o padre Federico Lombardi (67), Bento XVI aproveita também para escrever o terceiro volume de sua obra sobre Jesus Cristo. "Para ele é muito importante terminar este grande projeto iniciado anos atrás", observou Federico, referindo-se à obra Jesus de Nazaré, cujo segundo livro está em fase de tradução e deve ser lançado em 2011. Audiências privadas e especiais estão suspensas, mas as tradicionais orações ao meio-dia de domingo continuam sendo realizadas no vilarejo pelo papa. No último dia 25, as preces foram feitas em meio à atmosfera festiva do Sagra Delle Pesche, festival anual que celebra a produção local de pêssego. Na ocasião, o sumo pontífice foi presenteado com uma cesta de frutas e terminou a catequese cumprimentando os devotos. "Saúdo também os peregrinos de língua portuguesa, especialmente ao grupo de brasileiros. Agradeço pela amizade e orações", disse Bento XVI.