Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Patricia Pillar: Bênção

Alegria no sim da filha do marido, Ciro Gomes

Redação Publicado em 06/07/2010, às 11h09 - Atualizado em 07/07/2010, às 19h46

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O casal Patrícia e Ciro se diverte no casamento da filha dele, Lívia Gomes. - FOTOS: JOÃO BATISTA
O casal Patrícia e Ciro se diverte no casamento da filha dele, Lívia Gomes. - FOTOS: JOÃO BATISTA
À beira-mar e com uma noite enluarada, Patricia Pillar (46) era uma das mais lindas testemunhas da felicidade de sua enteada, a bela Lívia Saboya Gomes (26), e do empresário Jorginho Albuquerque (32). Acompanhada do marido, o deputado federal Ciro Gomes (50), a atriz refletia a alegria do jovem casal com seu sorriso franco e encantador e assistia comovida ao luxuoso enlace no Iate Clube de Fortaleza, na capital cearense, sexta-feira, dia 2. Ao som de I Can't Help Falling in Love e conduzida ao altar pelo pai, Lívia era a personificação do belo e etéreo ao surgir deslumbrante em modelo assinado por Martha Medeiros (48) inspirado na imperatriz Sissi (1837-1898), imortalizada no cinema pela saudosa austríaca Romy Schneider (1938-1982). "Lívia é linda, tem uma beleza natural. Sua humildade, simplicidade e alegria fazem de mim o homem mais feliz do mundo", derrete-se o apaixonado noivo. "Jorginho é um homem forte, másculo, seguro de si, e, ao mesmo tempo, sensível, carinhoso e protetor. E é louco por mim, com todos os meus defeitos", retribui a nubente. Radiante, Lívia parecia mesmo fazer parte da realeza com as duas tiaras de brilhantes e seu vestido de busto em formato corselet recoberto de renda renascença e 5000 micropérolas - tudo feito à mão - e volumosa saia com 220 metros de tule francês. "Quando fui pedida em casamento, disse: 'Liguem para a Martha, eu quero um daqueles vestidos de sonho dela para me casar'. Queria um vestido que trouxesse à tona todos as minhas aspirações e se unisse à minha alma de estilista, mulher sonhadora e que valoriza sempre as nossas raízes", conta ela, ao lado da mãe, a senadora Patrícia Saboya (47), que esbanjou elegância em um longo, também assinado por Martha, de musseline de seda azul turquesa - que evidenciava sua beleza morena -, com renda e bordado com turquesas naturais e cristais foscos. "A roupa tem que ser parecida com quem usa: Patrícia é simples, forte e tem brilho próprio", elogia a estilista. Orgulhosos, os pais da noiva compartilhavam da mesma alegria. "Estou muito emocionado, mas tranquilo", confessa Ciro. "Somos muito amigas, temos uma relação de irmãs, mas, quando preciso usar minha autoridade de mãe, nunca fui contestada. Nós nos entendemos só com o olhar", emenda Patrícia Saboya, ao lado de um dos casais de padrinhos da filha, o cantor Raimundo Fagner (70) e Lilibeth Monteiro de Carvalho (52). "Eu e Patrícia somos amigas há mais de 20 anos, conheço Lívia desde muito pequena e estou muito feliz de ser madrinha deste lindo casamento", exulta a elegante Lilibeth, em tomara que caia nude com apliques na saia. Após a emocionante cerimônia civil - a união religiosa já havia sido realizada cinco dias antes na Igreja Cristo Rei, apenas para os familiares -, Lívia e Jorginho receberam os cerca de 1200 convidados em festa badaladíssima também no Iate Clube. Patricia Pillar fez questão de dar atenção à sogra, Maria Ferreira Gomes (79), e à tia de Ciro Terezinha Perotti (77), assim como a toda família do marido. Enquanto isso, sua xará não se cansava de bajular a filha, provocando a reclamação de sua caçula, Maria Beatriz (5). "Minha mãe hoje esqueceu de mim e está enchendo a Lívia de beijos", protesta a pequena, para o deleite dos noivos e seus familiares. A história dos recém-casados parecia mesmo estar predestinada a acontecer. Há oito anos, Patrícia Saboya estava em um restaurante quando Jorginho entrou e ela comentou com os amigos: "Olhem que rapaz lindo, parece um príncipe! É o genro que eu pedi a Deus para a Lívia", diverte-se ela, entre os pais do noivo, o ex-casal Jorge Lima Albuquerque (60) e Bia Motta Jucá (53). Em 2008, Lívia e seu eleito foram apresentados por amigos em comum e começaram a namorar. Quando finalmente conheceu o novo namorado da filha, Patrícia quase desmaiou ao se lembrar do rapaz que vira anos atrás e do pedido que fizera na ocasião. Para completar o casamento dos sonhos, Geórgia Saboya, tia da noiva e irmã de Patrícia, usou no décor flores de cores fortes para valorizar a beleza natural do ambiente, optando por rosas, lisianthus e lírios. O delicioso menu ficou a cargo da cearense Barbara Freire, Carol Belchior assinou os chocolates e Célia Menezes, os bem-casados. Detalhista e cuidadosa, a noiva definiu a decoração do bolo tradicional de cinco andares e totalmente branco, confeccionado pela empresa Bom Bocado. Depois da meia-noite, Lívia trocou o vestido longo por outro modelito criado por Martha especialmente para ela. Desta vez, mais curto e moderno, em rendas singeleza, filé e renascença misturadas com malha de metal e tachas, no melhor estilo diva pop. A bela não fez por menos e dançou no palco com Jorginho ao som de Like a Virgin, de Madonna (51), levando ao delírio os convidados e recebendo os aplausos de seus irmãos, Yuri (21) e Ciro Saboya Ferreira Gomes (25), o Cirinho, do promoter Lázaro Medeiros (60), amigo de longa data da família, e do tio e padrinho, Cid Gomes (47), governador do Ceará, com a mulher, Maria Célia (30). Yuri, por sinal, protagonizou um dos momentos mais tocantes e surpreendentes da noite. Ele subiu ao palco e interpretou clássicos eternizados na voz do inesquecível Frank Sinatra (1915-1998). Inspirado pelo filho, Ciro juntou-se a ele e Fagner para improvisar canções do cantor. A festa continuou ao som do DJ Itaquê e os amigos dos noivos agitaram a pista de dança a noite inteira. Após a marcante celebração, o apaixonado casal seguiu para uma romântica semana a dois na paradisíaca Porto de Galinhas (PE). A lua de mel oficial, em Paris, será apenas quando o frio começar a se fazer presente no continente europeu. "Ganhamos a viagem da sogra, mas só vamos no inverno, que é quando mais gostamos", conta Lívia, entusiasmada.