Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Babi Xavier: medo da amamentação

Babi Xavier conversa com a CARAS Online sobre sua gravidez. A apresentadora espera Cinthia, sua primeira filha com Felipe Côrrea

Renan Botelho Publicado em 04/10/2011, às 16h12 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Babi Xavier se prepara para chegada de Cinthia, sua primeira filha - Roberto Filho/AgNews
Babi Xavier se prepara para chegada de Cinthia, sua primeira filha - Roberto Filho/AgNews

Em sua vigésima sexta semana de gestação, Babi Xavier (37) está se preparando ao máximo para chegada de sua primeira filha, Cinthia, que deve nascer por volta do dia 9 de janeiro. “Eu só espero que não seja no Ano Novo. Já pensou? Vai pega todo mundo desprevenido”, comenta a apresentadora, em entrevista exclusiva à CARAS Online.

Cinthia é fruto da relação de Babi com o analista de sistemas Felipe Côrrea (35). “Ele é exatamente tudo que sonhei como pai da minha filha”, declara. Os dois se conhecem há anos, mas começaram o namoro desde julho de 2010.

“O Felipe é um grande companheiro. Isso que é legal em uma gravidez planejada, a gente conversou bastante sobre tudo, tudo mesmo: como dividir as tarefas, como compartilhar este momento... Ele chega a sentir os mesmos sintomas que eu sinto (risos). Isso é muito legal, ele tem essa empatia, essa coisa da convivência. Então, ele sente as mesmas eventuais dores de cabeça, a vontade de ir ao banheiro com mais frequência... É incrível”, comenta.

Por conta do barrigão, que não para de mexer, Babi não tem conseguido dormir direito. Outra coisa que a apresentadora está aprendendo a lidar é com a ‘ebulição de hormônios’. “Nossa senhora, estou super sensível. Estou chorando sentida, sabe? Sentida mesmo. Não é aquela coisa ‘estou chorando por que estou grávida’”, conta a futura mãe, que também está evitando expor sua opinião na internet: “Eu parei com meu blog justamente por isso. Eu estou sincera demais. Sempre fui sincera e paguei o preço, mas agora as pessoas não são obrigadas a conviver e a entender o que estou disposta a falar, por que elas não estão passando por essa ebulição hormonal.”

Lendo todos os livros possíveis sobre o assunto e até contando com a ajuda de aplicativos de celular para futuras mães, Babi se sente preparada para a chegada de Cinthia. Porém, ela teme sentir dor na hora de amamentar. “O que eu estou muito na expectativa é a amamentação. Já estou sabendo de alguns detalhes básicos e já estou usando o produto que se usa no pré-natal para dar uma trabalhada na pele do mamilo. Mas eu estou com a pele muito sensível, eu não imagino hoje o bebê sugando aqui, por que doi muito. Então, fico na expectativa. Será que vai doer? Mas eu estou doida para amamentar”, diz.

Escolha do nome

Babi resolveu batizar sua filha com o nome de sua primeira boneca. “Ela chamava Ana Cinthia, mas eu vou usar só o Cinthia por que quero o nome mais curto possível para ela. E nós resolvemos usar Cinthia com ‘h’ para ficar mais fácil a compreensão no exterior”, explica. “Cinthia é um nome mais da nossa geração, da minha e do Felipe. É um nome que não é tão comum, mas também não é algo muito diferente.”

Mãe linha dura

Apesar de não parar de fazer carinho na sua barriga, Babi garante que não vai mimar sua filha quando ela nascer. “Eu sou bem linha dura, quem vai amenizar para ela é o Felipe”, comenta.

Sobre a educação de Cinthia, a apresentadora já decidiu: não vai separar bem o papel de criança e de adultos. “Esse negócio de criança ouvir papo de adulto não é legal”, diz. “Eu estou me ligando em algumas coisas que já me ligava vendo filhos de amigos. Eu também não quero que se crie nenhum medo. Não quero que a Cinthia tenha medo de animais, por exemplo. São coisas que podem afetá-la quando for maior. Desde criança eu presto atenção nessas coisas, eu não quero imprimir um medo desnecessário na minha filha” , justifica.