Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Astros exaltam McQueen

Estilo de Gisele, Mick Jagger e Paul Mccartney

Redação Publicado em 10/05/2011, às 11h35 - Atualizado em 11/05/2011, às 04h08

Tom Brady e Gisele Bündchen, de Alexander McQueen e joias Van Cleef & Arpels - FOTOS: GETTY IMAGES E REUTERS
Tom Brady e Gisele Bündchen, de Alexander McQueen e joias Van Cleef & Arpels - FOTOS: GETTY IMAGES E REUTERS
No dia 11 de fevereiro de 2010, fashionistas de todo o mundo foram assolados por trágica notícia: aos 40 anos, Alexander McQueen se suicidara. Enfant terrible da alta-costura britânica, ele dedicou 19 anos à fenomenal carreira e se consagrou com extravagantes desfiles de coleções alinhavadas com drama. Na segunda-feira, dia 2, grandes nomes das indústrias da moda e entretenimento reverenciaram o ídolo na abertura da mostra Alexander McQueen: Savage Beauty, em NY. Apogeu do calendário social da Big Apple, a gala do Costume Institute, realizada anualmente no The Metropolitan Museum of Art, que abriga a entidade, de novo fez jus aos superlativos. Idealizado por Anna Wintour (60), a poderosa editora da revista Vogue América, o evento contou nesta edição com o casal Salma Hayek (44) e François-Henri Pinault (48) como patronos, além do ator Colin Firth (50) e da estilista Stella McCartney (39), ambos talentos ingleses, como anfitriões da festa. "Estamos aqui porque esta é a festa do ano e porque a minha linda filha é anfitriã", comentou o ex-beatle Paul McCartney (68), com a namorada, a socialite americana Nancy Shevell (49). A poucos metros, outro monstro do rock, Mick Jagger (67), do Rolling Stones, com a amada, a estilista L'Wren Scott (43). "Fui na primeira gala do Costume Institute em 1996!", gabou-se o astro inglês. Também presente em várias edições da festa - em 2009 ela foi homenageada na gala e mostra The Model as Muse: Embodying Fashion -, a brasileira Gisele Bündchen (30) causou frisson no tapete vermelho com seu modelito de longa cauda drapeada. "Quando eu tinha 17 anos, no meu primeiro circuito internacional, após ter feito mais de 40 castings para desfiles e ter recebido só negativas, McQueen foi o primeiro grande estilista internacional a me dar uma chance. Fazer seu desfile abriu muitas portas na minha carreira. É uma honra usar seu vestido na noite que homenageará o seu trabalho", contou via sua página no Twitter. Gisele estava com o marido, o jogador de futebol americano Tom Brady (33), e ao ser perguntada sobre as longas madeixas dele, não titubeou. "Ele faz o que quiser; eu o amo de qualquer maneira, com cabelo curto, careca, longo. Tanto faz." Enquanto Salma Hayek usava vestido de tecido leve em tom nude, último look em que McQueen trabalhou antes de morrer, Sarah Jessica Parker (46) surgiu com longo da coleção outono 2005 com intricado bordado. "A única condição para eu usá-lo era que o vestido não poderia ser alterado de maneira alguma. As mangas são muito delicadas e a costura está por um fio, por isso estou obcecada em não gesticular muito ou abraçar forte as pessoas", confessou Sarah Jessica, musa do estilista na gala do Met de 2006. "O vestido é emprestado, vou devolvê-lo amanhã, mas não fico nem um pouco triste com isso. É como uma biblioteca, um sistema honroso. Você recebe esta preciosidade, toma conta dela por três horas com muito cuidado e a retorna na mesma condição que recebeu. Espero que Sarah Burton me empreste outros vestidos no futuro", acrescentou a estrela de Sex and the City, citando a nova diretora criativa da grife, autora do desde já icônico vestido de noiva de Kate Middleton (29), a nova duquesa de Cambridge, em sua boda com o príncipe William (28), três dias antes da festa no Met. Outro nome repetido várias vezes no red carpet foi o de Stella McCartney. A designer vestiu Gwyneth Paltrow (38), Rihanna (23), Eva Mendes (37), Iman (55), Kate Hudson (32) -gravidíssima do músico Matthew Bellamy (32) - e até Madonna (52). "Por que escolhi Stella? Porque ela é minha amiga! Ela disse: 'E aí, quer usar um vestido meu?' Eu não podia recusar", contou Madonna, exuberante em longo de seda azul com constelação bordada. A rainha pop se emocionou ao lembrar McQueen. "Sinto sua falta terrivelmente, não só enquanto pessoa, mas como estilista também. A moda ficou meio entediante sem ele, eu adorava sua atitute punk rock. Suas criações são brilhantes, ele era brilhante. Espero que ele se divirta onde quer que esteja", observou Madonna. Com longo de renda transparente, Rihanna contou detalhes do modelito. "Stella desenhou com exclusividade para mim. Aprovei via internet, já que nós duas andamos meio ocupadas. Escolhi usar uma trança no cabelo para dar um toque ousado ao look sofisticado", disse ela, que não foi muito feliz, nem no look, nem no penteado. Já Gwyneth optou por longo de mangas compridas e decote vertiginoso nas costas, combinação exibida também por Renée Zellweger (42) byCarolina Herrera (72). Solteira após o término do namoro com o galã Bradley Cooper (36), a loira monopolizou olhares e flashes. No time de beldades que investiram em variações de nude, off-white, pérola, cinza e azul claro, aplausos à top gaúcha Caroline Trentini (23), Fergie (36), Miranda Kerr (28), Naomi Campbell (40), Jennifer Hudson (29), Livia Giuggioli (41), mulher de Colin Firth, Keri Hilson (28), Ashley Greene (24), Dakota Fanning (17), La La Vasquez (31), mulher do jogador de basquete Carmelo Anthony (26) e Jessica Alba (30), que espera o segundo filho com o produtor Cash Warren (32). "Todo mundo está tão bonito. Passo a maior parte do tempo olhando os outros vestidos", exclamou Taylor Swift (21). "Hoje estou de Gilles Mendel, de quem sou grande fã. Usar um vestidão assim em uma gala como esta é sonho que a gente tem desde os oito anos. No dia a dia, meus vestidos são básicos, mas nos shows e em festas, preciso de glitter. Garotas gostam de brilho", disse a estrela da música country. Outra orgulhosa com o seu visual era a modelo Elettra Wiedemann Rossellini (27). Filha de Isabella Rossellini (58) e neta da diva do cinema Ingrid Bergman (1915-1982), a beldade usou vestido que era da avó e foi repaginado por Prabal Gurung. "Conversamos sobre como manter a integridade da peça e ao mesmo tempo fazê-la parecer minha. Quis homenagear a minha avó, mas com a minha assinatura", contou Elettra. Jennifer Lopez (41) foi de fúcsia, e Zoe Saldana (32) e Liv Tyler (33), ousada, elegeram o amarelo. Entre as mais belas in black, Penélope Cruz (37), Milla Jovovich (35), Christina Ricci (31) e a gaúcha Raquel Zimmermann (28), top unanimidade do planeta moda. Já Beyoncé (29) errou na modelagem e precisou de ajuda para subir degraus, tão justo era o longo. Os homens mais chiques: Matthew Morrison (32), Orlando Bloom (34), Jay-Z (41) e os brasileiros Rodrigo Santoro (35) e Francisco Costa (47).