AS DUARTE EM DIA DE COMPRAS E CONFISSÕES

terça 5 agosto, 2008
Elas vão às compras e escolhem vestido para Manuela, filha de Gabriela e xodó da família.
Elas vão às compras e escolhem vestido para Manuela, filha de Gabriela e xodó da família. João Passos/Brasil Fotopress


MÃE E FILHA, REGINA E GABRIELA PASSEIAM POR CAMPOS DO JORDÃO EM CLIMA DE INTIMIDADE

por Thiago Almeida Em mais um acolhedor fim de semana da temporada de inverno de Campos do Jordão,interior de São Paulo, as atrizes Regina Duarte (61) e sua filha, Gabriela Duarte (34), desfrutaram de uma agradável tarde de sábado passeando pelo shopping Market Plaza, a convite do casal Bia (44) e João Doria Jr. (50), dono do empreendimento. Convidadas pelo amigo, também presidente da Doria Associados, do Grupo de Líderes Empresariais, Lide, e apresentador do Show Business, da Rede TV!, para passar alguns dias na casa que ele e Bia mantêm na serra, mãe e filha reafirmaram a sintonia que as une. Esta por sinal é a primeira impressão que se tem quando se observa a relação das duas. Além de colegas de profissão, as Duarte são cúmplices, companheiras e, além de parecidas fisicamente, igualmente talentosas em seu ofício. Circulando pelos corredores do shopping, em um passeio despreocupado, fica também evidente o carinho que o público tem pela dupla de estrelas. Curada de uma infecção generalizada decorrente da retirada de uma pedra no rim, Regina afirma que, após o susto, em maio, tem vivido ainda mais intensamente. "Sempre aproveitei a vida, mas hoje fico encantada com tudo o que acontece à minha volta. Agora é seguir em frente", diz Regina, que voltará às novelas na próxima trama das 7 da Globo, Três Irmãs, um ano e meio após estrelar Páginas da Vida. A alegria de ser avó pela primeira vez - de Manuela (1 ano e 11 meses), filha de Gabriela com o fotógrafo Jairo Goldflus (37) - contagia até o trabalho de Regina. "Faço este novo papel como que inspirada por Manuela", conta a eterna Namoradinha do Brasil, casada há oito anos com o pecuarista Eduardo Lippincott (57) e mãe ainda de André Duarte (37), assim como Gabriela, fruto do seu primeiro casamento, com o engenheiro Marcos Flávio Cunha Franco (63), e de João Ricardo Duarte Gomez (26), com o publicitário argentino Daniel Gómez. Já Gabriela, de férias da TV desde a novela global Sete Pecados, planeja a festa de 2 anos da filha, que ficou sob os cuidados do pai durante a sessão de compras, e não resistiu ao deparar-se com um tênis e uma capinha de chuva estampada com joaninhas e os comprou para a pequena. Entre uma loja e outra, Regina e Gabriela falaram à CARAS. - Como a chegada de Manuela mudou a vida de vocês? Regina - Ela é muito querida por toda a família. Nosso convívio sempre foi muito bom e, agora que está começando a falar, nos entendemos muito mais. Até códigos já temos uma com a outra. Isso só me prova que sempre estivemos unidas. Minha neta é carismática, linda e muito educada. A educação que a Gabi dá para a Manu é diferente da que eu ofereci aos meus filhos, ela é muito mais atenta do que eu era com as crianças. É a mãe que eu queria ter sido, mas, como na época trabalhava muito, deixava as coisas acontecerem. Agora que voltarei a gravar, minhas folgas serão para visitá-la. Gabriela - A educação que eu e Jairo queremos dar à nossa filha tem a verdade como base. Acredito muito nisso. Por exemplo, falo à babá que nunca diga algo que não possa cumprir. Se ela disser que vai mostrar uma formiguinha à Manu, que seja. Como estou afastada da TV e dos palcos, aproveito para curti- la. Para os seus 2 anos, faremos uma festa em um bufê em SP. O tema será Jardim Encantado. Ano que vem volto ao teatro, mas, até lá, ficaremos grudadas. - Regina, o que mudou em sua vida após o problema de saúde? - Sempre me cuidei, mas agora tenho, por exemplo, tomado bastante limonada e comido farelo de arroz, ordens médicas. Faço isso todo dia. Em breve, retomarei caminhadas e hidroginástica. Como fiquei internada 12 dias, não tive como me exercitar por um tempo, mas já me sinto recuperada. - Costumam vir sempre a Campos do Jordão? Regina - Sempre venho para cá. É a quarta vez que me hospedo na casa do João. Adoro a cidade e o que ela oferece ao turista. O Auditório Cláudio Santoro é maravilhoso e a Pedra do Baú é fantástica para explorar. Já fui até o seu topo. O tempo é agradável. Sem dúvida prefiro frio ao calor. Gabriela - Esta é a minha segunda vez aqui. Aproveitei a sugestão da minha mãe e conheci a Pedra do Baú. Realmente é um lugar muito bonito. O que torna esse lugar ainda mais charmoso é o clima, o ar puro que vem das montanhas. Adoro tomar chocolate quente e curtir esse friozinho particular de Campos. - Freqüentar shoppings é um hábito comum a vocês? Regina - Não como antigamente, agora, se tenho um tempinho, adoro. Mas às vezes acho que já passei dessa fase de olhar as vitrines. Hoje, quando preciso comprar algo, vou com objetivo, escolho o que realmente necessito. Gabriela - Meu tempo é escasso para passear em shoppings. Tenho sempre algum compromisso importante e afazeres pessoais. Então, só vou a uma loja quando tenho a certeza de que lá estará aquela peça de roupa ou outro objeto dos quais eu precise. - Ambas pararam em lojas de maquiagem. Gostam de usar? Regina - Só uso quando estou gravando ou em ocasiões especiais; no dia-a-dia prefito evitar. Aqui comprei um pó compacto... Gabriela - ... E eu um rímel. Sou parecida com minha mãe nesse aspecto. Nada de abusos. - E em relação à moda? Regina - Sempre fui de usar o que quis. Nunca me preocupei em seguir tendências, sigo o meu estado de espírito. Tenho roupas de 20 anos atrás que adoro. O que importa é me sentir bem. Gabriela - Uso a roupa que tem mais a ver comigo. Nunca fui preocupada em seguir determinado estilo. Acredito que, antes de tudo, a pessoa precisa se sentir bem consigo mesma e com o que veste. - Regina, você está de chapéu e aqui provou mais modelos. É uma peça fundamental? - Amo chapéus, considero indispensável. Diria que é um fetiche. (risos) Há muito tempo gosto e uso esse acessório em diversas ocasiões. Achei a variedade aqui íncrivel e aproveitei para comprar um para o meu marido. - E os bichos de pelúcia que escolheram. Para quem serão? Regina - Pedi na loja para confeccionar uma gatinha que vou dar para Manu. Ela vai se chamar Ágata. Estou levando dois vestidos para a gata, um de bailarina, o outro de Minnie, para Manu variar. Gabriela - Preferi um urso branco para presentear meu marido. O nome escolhido foi Tuquinho. A roupa, a camisa do São Paulo, o time do Jairo. Tenho certeza que ele vai adorar.
Atualizado terça 5 agosto, 2008 (115431)

Mais conteúdo sobre:

ASSINE E GANHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS