Após nascimento da filha, ex-BBB Daniel Echaniz negocia programa com a Globo

Filha do modelo Daniel Echaniz nasceu na sexta-feira, 12. O ex-BBB negocia programa com a Globosat, vai criar uma ONG em prol dos paraplégicos e lançar uma linha de roupas

Renan Botelho Publicado terça 16 outubro, 2012

Filha do modelo Daniel Echaniz nasceu na sexta-feira, 12. O ex-BBB negocia programa com a Globosat, vai criar uma ONG em prol dos paraplégicos e lançar uma linha de roupas
Daniel Echaniz - Divulgação/ Rede Globo

Nove meses após ter sido expulso do Big Brother Brasil 12, Daniel Echaniz (31) inaugurou uma nova fase em sua vida. O modelo agora é pai da pequena Helena, que nasceu no dia 12 de outubro, fruto de seu namoro com Mônica Silva. “Ela é um bebê cheio de alegria, quase não chora”, contou à CARAS Online.

Daniel e Mônica estão morando juntos e se dividem para cuidar da recém-nascida. “A Helena acorda de três em três horas para comer. Eu estou indo dormir todo dia lá pelas quatro horas da manhã, mas está sendo ótimo”, comentou.

A vida profissional do ex-brother também está movimentada. Ele renovou seu contrato com a Globo, dando uma pausa no processo que movia contra a emissora por danos morais, após ter sido suspeito de abusar sexualmente a modelo Monique Amin (24) dentro do reality.

“Retomamos uma conversa com a Globo, isso não quer dizer que o processo acabou, mas não vai acontecer por enquanto. Estamos tentando encontrar um denominador comum, vendo o que é melhor para ambas as partes. É hipocrisia dizer que não quero andar de mãos dadas com a Globo”, disse.

Ao lado de um amigo, ele desenvolve um piloto de uma atração que envolve música e esporte. “Quero ser apresentador. Estamos conversando para tentar emplacar este programa no GNT ou no Multishow”, contou.

Além da carreira televisiva, Daniel segue desfilando nas passarelas da moda e agora irá lançar sua própria coleção de roupas, em parceria com o consultor de moda Diego Cruz. “Vai ser uma coisa bem diferente”, avisou.

Outro projeto do modelo é a ONG Agora é a Hora, que pretende trabalhar em prol da inclusão social dos paraplégicos. “Este é um projeto que pensei há três anos. Tinha um amigo que sofreu um acidente, ficou paraplégico e todo mundo se afastou. Ele acabou se matando. As pessoas discriminam o deficiente”, declarou.

A ONG oferecerá aulas de esportes e cursos de capacitação para paraplégicos. “A ideia é criar um mundo onde eles estejam juntos e sejam direcioná-los para o mercado de trabalho”, disse.

 

Daniel Echaniz e Mônica Silva / foto: Divulgação
Daniel Echaniz e Mônica Silva / foto: Divulgação
Daniel Echaniz e Mônica Silva / foto: Divulgação
Daniel Echaniz e Mônica Silva / foto: Divulgação

Último acesso: 15 Oct 2021 - 23:41:20 (216880).

Leia também

TV CARAS