Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Anderson Silva: ‘Sempre fui muito bem resolvido com relação à minha voz’

Em entrevista à Marília Gabriela, o lutador Anderson Silva também declarou que é um ‘pai coruja’ e que se alimenta de tudo em suas refeições

Redação Publicado em 28/10/2011, às 13h59 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Anderson Silva e Marília Gabriela - Carol Soares/SBT
Anderson Silva e Marília Gabriela - Carol Soares/SBT

O atual campeão mundial peso médio (até 84 kg) do UFC e considerado o melhor lutador de MMA de todos os tempos, Anderson Silva (36), compareceu aos estúdios do SBT para gravar entrevista no De Frente Com Gabi. Durante o bate-papo com a apresentadora Marília Gabriela (63), o atleta do Corinthians falou da carreira e da família, além de comentar sobre o tom fino de sua voz, que parece não o preocupar. “Sempre fui muito bem resolvido com relação à minha voz”, disse.

Ele, que é casado com Dayane (32), também mostrou que não liga muito para a vaidade, além de declarar que já foi namoradeiro. “Não tenho muito essa coisa de marcas com as minhas roupas. Já tive umas 6, 7 namoradas. Eu sempre fui bem quisto pelas mulheres. Sempre soube lidar com elas”, afirmou. Ao falar da sua relação com os filhos - Kaory (15), Gabriel (14), Kalil (12), Kauana (10) e João (6) – Anderson revelou. “Sou um pai muito coruja”.

Quanto às recentes aventuras de fazer participações especiais em novelas e videoclipes, o lutador revelou ter se sentido a vontade nos sets de gravações. “Tô pensando em televisão. Achei interessante”, afirmou ele, que também tem sido presença constante nos horários reservados aos anunciantes devido ao seu grande número de patrocinadores.

Apesar de afirmar que come de tudo em suas refeições, em época de combates, o atleta afirmou que precisa ficar atento com a alimentação com intenção estar sempre bem preparado para seus próximos desafios. “Minha alimentação só é regrada quando estou próximo de uma luta. Chego a perder 10, 15kg na época de lutas”.

Sobre o grande sucesso, que obteve após apresentar excelentes atuações diante de seus adversários, ele disse que os resultados apareceram com muito trabalho e que ainda tem muita “lenha para queimar” em cima dos ringues. “Se você não tiver foco o sucesso pode se virar contra você. O importante é você ser melhor do que você é, todos os dias. Vou lutar ainda uns 6, 7 anos. Parei para pensar e vou adiar a minha aposentadoria por mais tempo”.

Na sua infância, o atleta se lembrou que mudou de cidade para ter uma melhor condição de vida. “Fui para Curitiba com 4 anos para ser criado pelos meus tios, porque meus pais eram muito jovens e não podiam me dar a educação que eu precisava. Minha infância foi boa, mas muito regrada”.

Se não fosse lutador, o que Anderson Silva seria? “Na minha família todo mundo é militar. Se não lutasse, talvez eu seria policial. Minha grande frustração, que foi superada há pouco tempo, foi não ter sido jogador de futebol”, destacou o atleta.